Rondônia, - 10:16

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Equipes de resgate concluem operações de socorro na Albânia e registam 49 mortos
Estão ainda desaparecidas 45 pessoas e as equipas de resgate não esperam encontrar sobreviventes
Publicado Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, às 10:56 | Fonte Diário de Notícias 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

© EPA

Um elemento de uma equipa de resgate da Croácia nas buscas que decorrem em Durres, na Albânia. Um sismo matou 25 pessoas nesta cidade turística. 45 estão desaparecidas.

As equipas de resgate concluíram as operações de busca porque não esperam encontrar mais sobreviventes do sismo de magnitude 6,4 que abalou a Albânia na terça-feira, causando 49 mortos, disse hoje o primeiro-ministro.

O maior número de mortes, 25, foi registado na cidade turística de Durres, na costa do Adriático, seguida pela cidade de Thumana (23) e Kurbin (uma), norte Tirana.

"Entre as últimas vítimas encontradas estão os corpos de uma mulher abraçada aos seus dois gémeos e ao seu filho de sete anos, que estavam nos escombros de um prédio que desabou em Kenete, nos subúrbios de Durres", disse Rama.

Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

SUBSCREVER

De acordo com o primeiro-ministro, 45 pessoas podem estar ainda desaparecidas.

Segundo Edi Rama, em Durres, 877 casas foram destruídas e no distrito de Tirana, onde está localizada a cidade de Thumana, também severamente afetada pelo terremoto, 78 edifícios estão parcialmente danificados ou inabitáveis.

O primeiro-ministro adiantou também que todas as pessoas que passaram as últimas noites em tendas instaladas num campo desportivo em Durres vão ser transferidas para hotéis.

Em declarações à imprensa, Edi Rama disse que enviou hoje cartas a muitos países a pedir ajuda financeira.

"Acabei de enviar cartas aos governos que vão da Alemanha à Austrália, da Grã-Bretanha ao Japão, da Suécia à Malásia, nas quais chamo a atenção para a Albânia", disse Rama, antes de acrescentar que até agora receberam cinco milhões de euros e 1,5 milhões de dólares, uma quantia insuficiente para fazer face aos danos.

O governante indicou que as equipas terminaram as operações de socorro e, por isso, a avaliação dos danos materiais causados pelo sismo vai começar.

Centenas de pequenas réplicas do sismo de terça-feira têm sido sentidas na Albânia, causando o pânico na população, mas não ultrapassaram a magnitude 5 na escala de Richter.

Muitas pessoas em Durres e Tirana voltaram a passar a noite ao ar livre ou refugiados nos seus carros por medo de que os tremores pudessem causar mais danos.

Outros até deixaram a cidade e seguiram para locais mais seguros no leste do país.

Especialistas da Grécia, Itália, Turquia, França, Croácia, Roménia, Kosovo, Sérvia, Montenegro, Macedónia do Norte, Suíça, Israel e Estados Unidos participaram das operações de resgate.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Eduardo Cabrita sobre morte de ucraniano no aeroporto. ''Não é este o Portugal que conhecemos e de que nos orgulhamos''
Eduardo Cabrita está esta quarta-feira a ser ouvido no Parlamento sobre a morte de Ihor Homeniuk, às mãos de inspetores do SEF, no aeroporto de Lisboa...


Migrações. Berlim quer acolher 350 a 500 menores dos campos na Grécia
A Comissão Europeia lançou uma iniciativa no início de março para que 1.600 crianças...


O enigma dos 21 milhões de números de telefone desaparecidos na China
Relatos nas redes sociais dão conta de que perda de clientes poderia estar relacionada com mortes relacionadas com Covid-19, mas este cenário é afastado pelas próprias operadoras...


Covid-19. Nova Jérsia fartou-se de “burros” e “cabeçudos”
O “estado jardim” dos EUA decidiu revelar os nomes de quem viola o recolher obrigatório....

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE