Rondônia, - 08:48

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícias da Amazonia
Somente 12,9% das crianças de 0 a 3 anos frequentam escola no Amazonas
Ainda de acordo com a Síntese de Indicadores Sociais do IBGE, divulgada nesta quarta-feira (6), 254 mil jovens nem estudam e nem trabalham
Publicado Quinta-Feira, 7 de Novembro de 2019, às 12:40 | Fonte D2 AM Amazônia 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

(Foto: Arlesson Sicsú/Arquivo GDC)

De acordo com a pesquisa, somente 33,3% da população na faixa etária prevista para a etapa de ensino estava matriculada numa instituição

No Amazonas, a frequência das pessoas na escola diminui à medida que se aumenta a idade. Segundo a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) do IBGE, divulgada nesta quarta-feira (6), 7,7% das pessoas de 25 anos de idade no Amazonas não possuem nenhuma instrução, e somente 14,8% possuem Nível Superior completo. Entre outras coisas, a pesquisa também revela que, no Ensino Médio, 94,1% dos alunos frequentam escolas da rede pública no Amazonas, mas, em contrapartida, no Ensino Superior, somente 35,9% dos estudantes frequentam instituições públicas.

Estas são algumas informações da Síntese de Indicadores Sociais 2019, referente a aspectos educacionais. A pesquisa foi realizada a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD contínua do IBGE) e de outras fontes. O período de referência da SIS é de 31/12/2017 a 30/12/2018.

Nem trabalham e nem estudam

Segundo a SIS, cerca de 254 mil de jovens de 15 a 29 anos do Estado não estavam estudando nem estavam ocupados em 2018. Somente em Manaus, os ‘nem nem’ chegaram a 136 mil pessoas; o número foi superior ao ano anterior em 5 mil pessoas. Desse contingente, 29,9% estavam na força de trabalho (desocupados) e 70,1% fora da força de trabalho (não trabalhavam e nem estavam em busca de emprego).

Frequência na escola

Os números do SIS revelam que a taxa de frequência bruta, que é a proporção de pessoas de um determinado grupo etário que frequenta escola, em relação ao total de pessoas do mesmo grupo etário, caiu de 34,2% em 2017 para 33,3% em 2018, no Amazonas. Ou seja, somente 33,3% da população na faixa etária prevista para a etapa de ensino estava matriculada numa instituição. Em Manaus, a queda foi de 32,3% para 30,8%, de 2017 para 2018, indicando que a queda no percentual de pessoas frequentando escola foi de 1,5 ponto percentual.

As faixas etárias que menos frequentam instituições de ensino no Amazonas são a de crianças de 0 a 3 anos e a de adultos com mais de 25 anos de idade. Em 2017, 10,3% das crianças de 0 a 3 anos de idade frequentavam escola no Estado. Já em 2018, esse percentual subiu para 12,9%, uma melhora de 2,6 pontos percentuais. Para as pessoas com 25 anos ou mais de idade, a taxa de frequência escolar reduziu de 6,7% para 6,1% de 2017 para 2018, indicando queda na frequência à escola, nessa faixa etária. Em Manaus, a queda na taxa de frequência foi de 32,3% em 2017 para 30,8% em 2018; na capital, somente 7% dos adultos de 25 anos ou mais frequentavam escola em 2018.

A taxa de frequência líquida, que representa a razão entre o número de matrículas de alunos com idade prevista para cursar determinada etapa de ensino e a população total na mesma faixa etária, revela que 96,1% das pessoas entre 6 a 14 anos frequentam escolas no Ensino Fundamental, 94,7% das pessoas de 6 a 10 frequentam os anos iniciais do Ensino Fundamental, 82,8% das pessoas entre 11 a 14 anos frequentam os anos finais do Ensino Fundamental, 65,4% dos adolescentes (15 a 17 anos) frequentam o Ensino Médio, e somente 20,4% dos adultos de 18 a 24 anos frequentam o Ensino Superior. Ou seja, a frequência escolar diminui à medida que aumenta a idade.

Os resultados mostram também que 82% das crianças da educação infantil frequentam escolas públicas, número que sobe para 91,9% no Ensino Fundamental, e para 94,1 no Ensino Médio. Somente no Ensino Superior, o número de pessoas no ensino público cai para 35,9%, contra 64,1%, que estudam na rede privada. Em Manaus, 70,7% das pessoas frequentavam a rede privada de Ensino Superior.

Os números da pesquisa também revelam que 7,7% das pessoas de 25 anos ou mais no Amazonas não possuem nenhuma instrução educacional; 29,8% das pessoas possuem o Ensino Fundamental incompleto, e somente 14,8% da população acima de 25 anos possui Ensino Superior completo.

Plano de carreira

No que diz respeito à proporção de municípios com plano de carreira para os profissionais da educação não docentes, o Amazonas possui 33,9% de municípios com plano vigente. Quanto ao plano de carreira para o magistério, o Amazonas possui 95,2% de municípios com planos vigentes; e 77,4% dos municípios possui piso salarial da carreira do magistério público definido em lei.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Famílias carentes de Rio Branco recebem cestas básicas durante campanha de Natal da LBV
Ação vai atender famílias do bairro Vila Acre, nesta segunda-feira (9). Alimentos são entregues para 40 famílias carentes...


Constantino Nery terá novo fluxo a partir desta segunda-feira
A transferência de fluxo no tráfego não altera a circulação da via, pois os acessos para carros de passeio e ônibus do transporte público estão mantidos no local ...


Cerca de 100 pessoas caminham pelo fim da violência contra a mulher, em Manaus
O evento, realizado mundialmente, ocorreu na manhã deste domingo (8), no Complexo Turístico da Ponta Negra ...


No Acre, 460 motoristas tiveram carteiras de habilitação suspensas em 2019
Dados do Detran apontam ainda que outros 91 tiveram as CNHs cassadas. Levantamento é de janeiro a novembro de 2019...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE