Rondônia, - 15:07

 

Você está no caderno - Porto Velho
golpe das passagens aéreas
Ao menos 600 pessoas foram vítimas do golpe das passagens aéreas em RO, veja recomendações do Procon
De acordo com a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), pelo menos 600 pessoas foram vítimas do golpe em Rondônia
Publicado Quarta-Feira, 9 de Janeiro de 2019, às 16:57 | Fonte Veronilda Lima 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=358633&codDep=27" data-text="Ao menos 600 pessoas foram vítimas do golpe das passagens aéreas em RO, veja recomendações do Procon
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Imagem de ilustração

A coordenação do Programa de Defesa do Consumidor em Rondônia (Procon-RO) está orientando as pessoas que foram vítimas do chamado golpe das passagens aéreas para que busquem a Promotoria do Consumidor no Ministério Público do Estado (MPE), que ingressará com ação coletiva contra a empresa acusada. A coordenadora Ruth Gil explicou nesta quarta-feira (9) que como o responsável pela emissão dos bilhetes fechou a agência, e encontrava-se em local não sabido, não havia como o Procon fazer a notificação, por isso estava sendo recomendado que as pessoas buscassem primeiro uma delegacia para registrar o boletim de ocorrência e depois se dirigissem ao MPE, órgão a quem compete ingressar com a ação coletiva. Na manhã desta quarta-feira o acusado se apresentou à Policia Civil de Rondônia.

“Estamos recebendo todas as pessoas que nos procuram e orientamos para que se dirijam à Promotoria de Defesa do Consumidor do MPE. Antes não podíamos fazer a notificação pois não tínhamos o endereço do possível infrator, mas agora que ele se apresentou o ideal é que continuem recorrendo ao MPE onde a ação já está em andamento”, disse Ruth Gil.

De acordo com a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), pelo menos 600 pessoas foram vítimas do golpe em Rondônia, inclusive em outros Estados,  ao comprar passagem aérea para viajar em dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Muitas adquiriram o bilhete no meio do ano passado, mas não receberam o localizador no ato da compra, pois o proprietário da agência informou que só deveriam ser emitidos dois dias antes da viagem. Ao entrar em contato com a agência para fazer o cheque in, muitas foram surpreendidas com a informação de que o localizador só era emitido pelo dono da agência e que este havia sumido.

“As pessoas precisam estar atentas no ato da compra. Primeiro têm que pesquisar a idoneidade da empresa, principalmente quando oferece tarifas bem abaixo do mercado. Da mesma forma, receber o localizador em cima da hora é arriscado, fato que deveria ter gerado desconfiança”, citou, observando que sempre no ato da compra já é passado o código da reserva e com isto é aconselhável que seja confirmado junto à companhia aérea”, ressaltou a coordenadora do Procon-RO.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Porto Velho


Prefeitura firma parceria para ajudar prevenir câncer de mama e do útero
Ana Maria Negreiros explicou que o serviço de exames para prevenção do câncer do colo do útero e da mama existem gratuitos no Hospital de Amor- Amazônia.....


Novo prédio da Semusa tem laudo técnico da engenharia e projeto de incêndio aprovados
Segundo laudo técnico, após a inspeção verificou-se que o prédio não apresenta riscos...


Prefeitura faz chamamento público de permissionários para mercados municipais
Objetivo é a regularização de muitos espaços e a ocupação de outros que se encontram fechados...


Prefeito Hildon Chaves busca recursos em Brasília para atender a população de Porto Velho
Os recursos pleiteados fazem parte dos convênios firmados com o Governo Federal em dezembro de 2017...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE