Rondônia, - 06:55

 

Você está no caderno - Porto Velho
UNIR promove evento sobre ditadura militar
Universidade Federal de Rondônia (UNIR) promove evento sobre ditadura militar
Lucileide Cardoso, pesquisadora e historiadora da UFBA, faz a palestra principal
Publicado Quinta-Feira, 6 de Dezembro de 2018, às 17:14 | Fonte Assessoria 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Divulgação

Lucileide Cardoso, pesquisadora e historiadora da UFBA, faz a palestra principal

O Simpósio COMTatos: Ditadura Militar em Rondônia e Vilhena acontece a partir das 19h de 14 de dezembro de 2018, no Auditório da Biblioteca da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), campus de Vilhena. A entrada é gratuita e aberta a todos os interessados, sem necessidade de inscrição prévia.

A palestrante convidada, Lucileide Cardoso, é pesquisadora e historiadora da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e abordará aspectos e consequências da ditadura militar no Brasil e na região Norte. O encontro terá ainda a apresentação dos resultados das pesquisas de Allysson Martins e Sandro Colferai, coordenadores do COMTatos e professores do Departamento de Jornalismo da UNIR.

A intenção é promover uma noite de debates sobre as consequências da ditadura militar (1964-1985) na região Norte, em Rondônia e em Vilhena, além de possibilitar parceria com pesquisadores e interessados na temática. O evento conta com apoio financeiro da Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa (FAPERO).

“O dia 14 de dezembro foi escolhido para realização do evento para aproveitar a efeméride dos 50 anos do Ato Institucional Nº 05, que entrou em vigor em 13 de novembro de 1968”, explicou o coordenador Allysson Martins.

O AI-5 vigorou por 10 anos e foi reconhecidamente o mais rígido do regime autoritário, segundo o professor. Entre as suas principais consequências estão: o fechamento do Congresso Nacional; a concessão de totais poderes ao presidente; a censura aos meios de comunicação e aos produtos culturais; e a propagação de torturas, desaparecimentos e assassinatos por parte dos militares.

Promovido pelo Grupo de pesquisa em Espaços e Temporalidades Comunicacionais (COMtatos), o evento é coordenado pelo professor Allysson Martins, que apresentará os resultados da sua pesquisa financiada pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) da UNIR. O projeto investigou os resquícios da ditadura militar nos espaços públicos de Vilhena, a partir da história desses locais e das memórias daqueles que se relacionam com eles.

Folder do evento





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Porto Velho


Em Vilhena, PRF prende foragido por estupro de vulnerável
Em Vilhena, PRF prende foragido por estupro de vulnerável ...


Mais de 400 casos de sífilis são notificados em RO no primeiro semestre de 2019
Casos de sífilis em gestantes preocupam profissionais da saúde no estado. Porto Velho é a cidade com maior número de casos no estado. ...


MPF e MPRO recomendam que Caerd forneça água em distritos do baixo Madeira, em Porto Velho
O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado de Rondônia (MP/RO) recomendaram que a Companhia de Águas e Esgotos do Estado de Rondônia (Caerd)......


Direção da Suframa tem agenda em Rondônia para buscar fortalecer atuação do órgão
Com vistas a ampliar a atuação da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) em Rondônia, uma comitiva da Autarquia, capitaneada pelo superintendente Alfredo......

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE