Rondônia, - 02:45

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Centenas de mexicanos em Tijuana protestam contra passagem de caravana de migrantes
“Eles são invasores! Eles estão armados! Saiam do país!”, gritaram os manifestantes, citados pela Reuters. Também o presidente da Câmara de Tijuana alertou que a cidade não estava preparada para a “avalanche”, palavras logo aproveitadas pelo Presidente dos EUA. Uma manifestação de menores dimensões em apoio aos recém-chegados também teve lugar
Publicado Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018, às 10:22 | Fonte Expresso 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=357079&codDep=24" data-text="Centenas de mexicanos em Tijuana protestam contra passagem de caravana de migrantes
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

JOHN MOORE/GETTY IMAGES


Centenas de pessoas ocuparam este domingo as ruas da cidade fronteiriça de Tijuana, no México, em protesto contra a passagem de milhares de migrantes que tentam chegar aos EUA. Os migrantes fazem parte da grande caravana de centro-americanos que atravessa o México em direção aos Estados Unidos, onde pretendem pedir asilo.

Em resposta à sua chegada, os dois países reforçaram a segurança na fronteira. O presidente da Câmara de Tijuana, Juan Manuel Gastélum, disse na sexta-feira que prevê que o número de migrantes que chegam à cidade nas próximas semanas atinja as 10 mil pessoas, alertando que a cidade não está preparada para a “avalanche”.

As palavras de Gastélum foram aproveitadas pelo Presidente dos EUA, Donald Trump.

“O presidente da Câmara de Tijuana, no México, acaba de declarar que ‘a cidade está mal preparada para lidar com todos estes migrantes [e que] a acumulação pode durar seis meses’. Da mesma forma, os EUA estão mal preparados para esta invasão, e não vão suportar isto. Eles estão a causar crime e grandes problemas no México. Vão para casa!”, escreveu.

Os abrigos de Tijuana estão a tentar lidar com a situação, e as autoridades pediram ajuda ao Governo. O sentimento anti-imigrantes podia ser visto nas ruas da cidade. “Eles são invasores! Eles estão armados! Saiam do país!”, gritaram os manifestantes, citados pela agência de notícias Reuters.

No entanto, nem toda a gente protestava contra os migrantes. Uma manifestação de menores dimensões em apoio aos recém-chegados também teve lugar, lembrando que os migrantes fugiam da perseguição, pobreza e violência nos seus países de origem, Honduras, Guatemala e El Salvador.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Desabamento de prédio deixa 7 mortos em Xangai
Sete pessoas morreram nesta quinta-feira (16), quando o prédio que estava sendo reformado no centro da cidade chinesa de Xangai desabou - informou a mídia estatal....


Arábia Saudita bombardeia áreas residenciais da capital do Iêmen
Pelo menos seis civis morreram e 57 pessoas foram feridas pelos 11 ataques aéreos da coalizão militar liderada pela Arábia Saudita em áreas residenciais da capital do Iêmen, Sanaa....


Morre Grumpy Cat, gata 'rabugenta' que se tornou uma lenda da internet
Grumpy Cat, a ''rabugenta'' felina que virou sensação na internet por parecer estar constantemente de cara fechada, morreu aos sete anos....


May promete renunciar após quarta votação de seu acordo sobre o Brexit
A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, decidiu renunciar depois de submeter a votação, pela quarta vez, seu acordo para o Brexit....

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE