Rondônia, - 06:45

 

Você está no caderno - POLÍTICA
PEC da Reforma Administrativa
Audiência Pública para discutir PEC da Reforma Administrativa na Assembleia Legislativa de Rondônia acontecerá em nova data
Audiência acontecerá de forma virtual e está marcada para o dia 07 de junho, às 09 horas, na Assembleia Legislativa de Rondônia...
Publicado Quinta-Feira, 13 de Maio de 2021, às 16:36 | Fonte Ascom ALE/RO 0

 
 

Foto: Assessoria

Os deputados estaduais Anderson Pereira (PROS) e Lazinho da Fetagro (PT), apresentaram e tiveram aprovado, requerimento solicitando a mudança de data para a realização de Audiência Pública Virtual para discutir com deputados e representantes de estado, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/20, do Poder Executivo Federal, que altera dispositivos sobre servidores e empregados públicos e modifica a organização da administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

A audiência acontecerá de forma virtual, devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19 e está marcada para o dia 07 de junho, às 09 horas, na Assembleia Legislativa de Rondônia.

Chamada pelo governo de PEC da Nova Administração Pública, a proposta altera 27 trechos da Constituição e introduz 87 novos, sendo quatro artigos inteiros. As principais medidas tratam da contratação, da remuneração e do desligamento de pessoal, válidas somente para quem ingressar no setor público após a aprovação das mudanças.

O texto envolve trechos da Constituição que tratam da administração pública em geral (artigos 37 e 37-A); dos servidores públicos (artigos 39, 39-A, 41, 40-A e 41-A); dos militares dos estados, do DF e dos territórios (artigos 42 e 48); das atribuições do presidente da República (artigo 84); dos ministérios (artigo 88); das Forças Armadas (artigo 142); do Orçamento da União (artigo 165); da Previdência Social (artigo 201); e de outras disposições gerais (artigo 247).

Em uma segunda parte, a PEC traz regras transitórias e prevê a eventual atuação dos entes federativos na regulamentação, já que alguns dispositivos – como exigência da criação de novos regimes jurídicos específicos para servidores –, se aprovados, dependerão de regulamentação posterior à promulgação das mudanças pelo Congresso Nacional.

“Temos que ter muito cuidado em aprovar matérias que possam prejudicar os servidores públicos, uma vez que já passam por injustiça sem reconhecimento e com defasagem salarial por anos e anos, devemos nos atentar a esta PEC e discutir seus possíveis efeitos em Rondônia, não concordo com nada que venha prejudicar qualquer classe de trabalhadores públicos do estado, precisamos pontuar as necessidades e fazer justiça com nossos servidores”, finalizou o deputado estadual Anderson Pereira.



Veja também em POLÍTICA


Marcos Rogério diz que colapso da saúde pública no Amazonas foi agravada devido à falta de planejamento do governo estadual
O colapso da saúde pública no Amazonas ocasionado pelo grande número de infectados por Covid-19......


Deputados e prefeitos discutem dívidas de grandes empresas com o Governo do Estado
Foco é a cobrança de impostos devidos por grandes empresas que ultrapassam a casa de centenas de milhares de reais, para que recursos sejam investidos no Estado e nos municípios......


Deputado Cabo Jhony Paixão quer vacina contra a COVID-19 para todos os profissionais da imprensa em Rondônia
O parlamentar tem intercedido junto ao governo do Estado e a SESAU para que os profissionais da área sejam colocados no grupo prioritário......


Ismael Crispin pede relação dos maiores devedores de ICMS do Estado
Parlamentar também ressaltou que Comissão deve ter em mãos o reflexo financeiro para cada município......

 



PUB

 
 
 
 

Ariquemes Online