Rondônia, - 05:12

 

Você está no caderno - Educação
Aula inaugural ocorreu em 8 de março
Iniciada segunda turma do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação
O IFRO iniciou neste ano de 2021 a segunda turma do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação...
Publicado Segunda-Feira, 3 de Maio de 2021, às 11:00 | Fonte Ascom IFRO 0

 
 

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) iniciou neste ano de 2021 a segunda turma do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (PROFNIT). A aula inaugural ocorreu em 8 de março e agora os mestrandos estão em período de desenvolvimento das disciplinas regulares.

 

A Aula Inaugural 2021 do Ponto Focal IFRO teve como palestrantes os pró-reitores de pesquisa do IFRO, Gilmar Alves Lima Júnior, e da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Artur de Souza Moret, além de falas da Coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/IFRO), Nicole de Moura, e da representante discente Denise Oliveira, que ingressou no PROFNIT em 2020.

 

Em 2020, na primeira turma, iniciaram 10 alunos. O curso é ofertado no Campus Porto Velho Zona Norte, sendo um programa de pós-graduação Stricto Sensu profissional ofertado em Rede Nacional. Com duração máxima de 24 meses, o PROFNIT é um curso gratuito e presencial. No Exame Nacional de Acesso (ENA), para ingresso em 2021, havia vagas para 32 instituições de vários estados do Brasil, e o IFRO contava com 12 vagas, em que podiam concorrer servidores do IFRO e a comunidade externa.

 

Conforme o Reitor do IFRO, Uberlando Tiburtino Leite, a instituição oferta uma educação tecnológica que é empreendedora, inovadora e proativa, orientada no empenho de ofertar soluções para a sociedade e o mundo do trabalho. “Traduzidos nos mais diversos projetos realizados pelo IFRO, expressam a nossa essência e contribuição para o desenvolvimento de Rondônia e região. Em cada turma que se inicia na nossa instituição, essas premissas fundamentam a nossa cultura. Nossos projetos de pesquisa, extensão e inovação estão conectados com o ensino, aliando prática e teoria. Dessa forma, desenvolvemos em nossos alunos o perfil transformador e desenvolvimentista. Estamos na região Amazônica com os maiores potenciais naturais, as maiores necessidades sociais e as expectativas das novas perspectivas de transformações que serão orientadas para todo o globo. Os olhos do mundo estão voltados para cada ação nossa, e por isso nos superarmos é necessário”.

 

Uberlando Leite mostra que além dos produtos a serem desenvolvidos, os processos que organizam as ações da cadeia produtiva também necessitam ser incrementados e repensados, potencializando-se e transformando-se também em produtos que aumentem a produtividade e a sustentabilidade. Ele lembra que a propriedade não está somente no produto que se imagina, mas em tudo que se relaciona para a sua realização. Assim, a propriedade intelectual vai muito além, e o IFRO tem uma estrutura toda organizada para o desenvolvimento, regulamentação e oferta de todas as patentes e seus processos de nossos projetos.

 

O desenvolvimento, a pesquisa e a tecnologia estão sempre juntas, e o Reitor salienta a importância do PROFNIT, dizendo que esse pensamento está em sintonia com o Professor Márcio Miranda, Coordenador do PROFNIT, em sua fala, quando apresenta toda a estrutura e importância de projetos desenvolvidos no PROFNIT e a necessidade de continuar e aprimorar cada vez mais.

 

Segundo o Pró-Reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Gilmar Alves, o PROFNIT é um Programa de Mestrado Profissional com um currículo de disciplinas, ementas e horário de oferta de aulas voltado à realidade de muitos alunos do curso, que possui vínculo direto com empresas públicas, privadas ou terceiro setor. O Pró-Reitor também explica que os alunos podem aplicar diretamente o que é produzido no curso no seu cotidiano e portfólio profissional, chegando ao fim do curso com o título de mestre, mas também um produto ou processo alinhado a realidade da nossa sociedade, esse desenho pedagógico é um diferencial da Rede PROFNIT e do curso ofertado pelo IFRO.

 

“A oferta do PROFNIT pelo IFRO tem uma vertente na formação dos nossos servidores, na área de gestão da propriedade intelectual e transferência de tecnologia, visto que a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica tem no seu escopo a pesquisa aplicada como uma das premissas desde sua criação, desse modo, formar profissionais para atuar institucionalmente a médio e longo prazo deverá apresentar excelentes resultados para o IFRO”, diz Gilmar.

 

Ofertado em Porto Velho, há proposta para que seja formada futuramente turma de PROFNIT no interior de Rondônia. “De maneira mais ampla, a demanda por inovação no setor público, empresas privadas e no terceiro setor tem aumentado nos últimos anos e a necessidade de orientação e gestão do conhecimento produzido, bem como profissionais para desenvolver e coordenar as estratégias, políticas e/ou programas para fazer com que a sociedade seja beneficiada com os resultados das pesquisas deverão ser exigidos nos mais diversos setores, assim, os egressos do PROFNIT terão grandes oportunidades e compromissos profissional com que o estado de Rondônia e até mesmo o país tem demandado desde já”, conclui o Pró-Reitor de Pesquisa.

 

Calendário

De acordo com informações da Coordenação do Curso de Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação, no calendário das aulas de 2021 do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação há atividades para as duas turmas.

 

Na turma 2021, as aulas começaram com a disciplina “Conceitos e aplicações de propriedade intelectual”, no mês de março. No período de 12 de abril a 6 de maio de 2021, ocorre a disciplina “Metodologia da pesquisa científico-tecnológica e inovação”. Na sequência, será ofertada a disciplina “Prospecção tecnológica”, de maio a junho de 2021.

 

Marcos Guimarães da Silva Astrê, que é advogado e foi selecionado para a turma 2021, conta que “todo ano, no dia 26 de abril, celebramos o Dia Mundial da Propriedade Intelectual, até então uma data que passava despercebida. Apesar da minha formação em direito, sempre fui um profissional voltado para as demandas de inovação e tecnologia, buscando aperfeiçoamento, sempre instigado pela pergunta: ‘Como melhorar a experiência dentro desses setores? ’. Mas mesmo assim não tinha o conhecimento do papel que os direitos de propriedade intelectual desempenham em relação ao estímulo da inovação e da criatividade. Foi nesse momento de quarentena, buscando capacitação profissional, que tive contato com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia – IFRO, surgindo a oportunidade no programa do PROFNIT”.

 

O mestrando completa dizendo: “Dentro desse programa estou aprendendo a ser um agente multiplicador na área de Propriedade Intelectual e como lidar com a tecnologia, com as inovações que estão surgindo. Não foi difícil optar por fazer parte desse novo mundo, pois atualmente é inegável que toda área ou qualquer empresa possui uma confluência com a inovação e tecnologia. Podendo aprender na prática em um Mestrado Profissional em Rede Nacional com alunos de diversas áreas do conhecimento que agregam diferente perspectivas. Foi incrível perceber o futuro que temos pela frente e a satisfação que será impactar o maior número de pessoas, empresas, ICT, startups etc., por meio da Propriedade Intelectual”.

 

Para a turma de 2020, conforme calendário, eles estão até junho em período de apresentação no “Seminário integrador” e no “Exame de qualificação”, além do cumprimento da disciplina de “Empreendedorismo em setores tecnológicos”, de 26 de abril a 19 de maio, e de “Propriedade intelectual no agronegócio”, de 1º a 24 de junho de 2021.




Veja também em Educação


Laboratórios de informática das escolas da Rede Estadual de Ensino recebem revitalização
Além dos recursos investidos no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus......


Seduc promove 1º Encontro dos Assistentes Sociais com a temática “Evasão escolar no contexto pandêmico”
O Governo de Rondônia por meio da Seduc promove o 1º Encontro dos Assistentes Sociais......


Estudantes de Rondônia podem se inscrever na 2ª edição da Copa Norte de Xadrez Escolar on-line
O Governo de Rondônia por meio da Seduc tem incentivado a prática do xadrez nas escolas estaduais......


Escritoras rondonienses buscam ajuda para publicar livros a crianças da zona rural de Porto Velho
Escritoras almejam que o projeto também seja expandido para o restante do país... ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM Publicidade:::

Tereré News