Rondônia, - 00:01

 

Você está no caderno - Porto Velho
coluna do Carlos Sperança
Confira a Coluna do Carlos Sperança deste sábado (19)
Negar investimentos + Natal da pandemia + A grilagem + ALE aprova tudo!
Publicado Sábado, 19 de Dezembro de 2020, às 09:20 | Fonte Carlos Sperança 0

 
 

Divulgação / Assessoria.

Carlos Sperança

Negar investimentos


A revisão das metas climáticas brasileiras no Acordo de Paris foi mal recebida pela Coalizão Brasil, Clima, Florestas e Agricultura, formada por mais de 250 representantes do agronegócio, investidores e áreas de pesquisa. A revisão é atribuída a uma atitude negacionista do governo.

Negar problemas, esquivar-se deles, fazer de conta que não existem ou esperar que se resolvam por si, dependendo da ótica, pode ser cinismo, omissão ou uma forma de lidar com fake news e guerras de versões. Pode ser confortável para quem pratica e incômodo para quem precisa de respostas claras e francas.

Cada qual terá explicações convincentes para negar a realidade ou sua representação como também se queixar de atitudes evasivas, entendendo que o negacionismo tem o limite da lei: pode confirmar que o fato negado não correspondia à verdade, mas apresenta o risco de resultar em crime de omissão.

No fim das contas, o que passa à história é o resultado final: negar trouxe benefícios, reduziu danos ou acumulou prejuízos, ressarcíveis em caso de perdas materiais ou irrecuperáveis, se levou à perda de vidas e destruição ambiental irreversível?

Para evitar os possíveis danos do negacionismo, a atitude sensata é enfrentar os problemas sem tergiversar, sejam reais ou imaginários, com medidas preventivas e soluções. No caso da revisão, o risco é a perda imediata de investimentos no país.

...........................................................................

Natal da pandemia

Neste natal da peste do coronavirus vamos celebrar a vida. Quem escapou do Tonhão, tem muito a comemorar, já que milhares de famílias – muito mais do que as estatísticas anunciam – choram neste final de ano o desaparecimento dos seus ente queridos. Uma pandemia que será lembrada durante séculos pela humanidade, como a tataravó do covid, a gripe espanhola que matou no planeta quase 50 milhões de pessoas. Que 2021, com a vacina, seja um ano luz para todos.

A grilagem

Finalmente o Ministério Público Federal entrou para valer na guerra contra a grilagem de terras indígenas em Rondônia. O MPF está processando a Funai e o Incra por incentivarem a grilagem que aumentou com a   recente instrução normativa que exclui as terras indígenas  não homologadas do sistema de gestão fundiária. Infelizmente o ano foi cenário também de invasões nos parques nacionais ocorrendo verdadeiras tragédias em disputas sangrentas pela terra. Até quando?

Mesmo cenário

Como registram os livros de história, a gripe espanhola, antepassada do coronavirus, matou milhões de pessoas no século passado e existem muitas coincidências sobre o comportamento dos políticos negacionistas, tanto naquela época como na atualidade. O jornalista Daniel Scola, no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, publicou um artigo muito interessante a respeito explicando aquela situação, a reação população na época, etc. Recomendo a leitura.

Aprova tudo!

O governador Marcos Rocha (sem partido) não teve dificuldades em aprovar o orçamento 2021 na Assembleia Legislativa, estimado em R$ 8,620 bilhões. Tendo maioria na Casa de Leis nas mãos, Rocha domesticou o serpentário e aprova tudo o que quer no Legislativo e graças a um relacionamento harmônico com o presidente Laerte Gomes e a maioria dos parlamentares que integra a base aliada. Pensar que no início do mandato se falava até em impeachment do mandatário...

Vacas gordas

Depois de quase dois anos de vacas magras, os corretores de imóveis se deram bem em pleno ano da pandemia desovando muitas propriedades encalhadas em Porto Velho em 2020. Nos últimos seis meses ocorreu um aquecimento no mercado imobiliário da capital rondoniense e conforme os dirigentes das imobiliárias o segmento reagiu bem, tanto para a venda através de financiamentos, como em negócios a vista. E o mercado de luxo foi o que mais cresceu com alguns condomínios muito valorizados.

 

Via Direta

*** Deputados estaduais enrascados com a justiça dependem de punições de seus pares na Assembleia Legislativa*** Dificilmente teremos as punições neste final de ano. É mais fácil galinha criar dentes *** Um cipoal de rabos amarrados impede os ritos punitivos nas assembleias legislativas e nas câmaras de vereadores e no próprio Congresso Nacional *** Com a eleição das novas mesas diretoras da Câmara dos Deputados e do Senado as coisas estão fervendo em Brasília. Os políticos se entregam ao toma lá, dá cá, que levou tantos a condenações*** Em seguidos confrontos, o prefeito Hildon Chaves e o governador Marcos Rocha disputam a simpatia do eleitorado da capital desde já. Uma versão local da rusga Dória x Bolsonaro.




Veja também em Porto Velho


Iluminação da Ponte do Abunã será feita pela Prefeitura de Porto velho
Iluminação que não foi prevista no projeto, havendo disponibilidade de energia será realizada pela Prefeitura...


Filme de animação inspirado no distrito de Nazaré em Porto Velho estreia neste sábado
A obra conta com trilha original de Tullio Nunes, músico e produtor musical nascido em Porto Velho...


Obras de infraestrutura chegam a 6 bairros da Capital
Equipes da Secretaria Municipal de Obras (Semob) atuam em cinco frentes de trabalho, que vão desde intervenções para evitar alagações por água da chuva até a recuperação de ruas e trechos de bairros da capital....


Deputado Anderson diz que bloqueio do salário dos servidores é injusto no momento de pandemia
Parlamentar lembrou que, com as demissões no setor privado, a economia de muitos municípios depende do salário dos servidores......

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM Publicidade:::

Tereré News