Rondônia, - 18:39

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
TURISMO
Setor turístico do Pará reúne para falar dos impactos com o avanço do coronavírus
Convocados pela Associação Brasileira de Agências de Viagens do Pará (ABAV-Pará), representantes do trade turístico paraense se reuniram na noite desta quarta-feira, 17, para falar dos impactos econômicos em um dos setores mais atingidos com a pandemia provocada pelo novo coronavírus.
Publicado Quarta-Feira, 18 de Março de 2020, às 09:51 | Fonte Roma News 0

 
 

Fernando Nobre

Convocados pela Associação Brasileira de Agências de Viagens do Pará (ABAV-Pará), representantes do trade turístico paraense se reuniram na noite desta quarta-feira, 17, para falar dos impactos econômicos em um dos setores mais atingidos com a pandemia provocada pelo novo coronavírus.

A reunião ocorreu na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Pará (Fecomércio-Pará), em Belém, e também orientou os agentes de viagens sobre como proceder diante do alto cancelamento de passagens aéreas.

“A orientação é que voos cancelados sejam remarcados e em caso de desistência por parte do consumidor, o custo da passagem seja dado em forma de crédito para aquisição de passagens futuras”, orientou a presidente da ABAV-Pará, Rose Larrat, ao reforçar que nenhuma passagem precisa ser cancelada, mas sim, remarcada. “Até porque no nosso estado não existe nenhum caso confirmado do coronavírus”.

Ela também reforçou sobre a campanha da ABAV Nacional que está sendo repassada para orientar os agentes de viagens de todo o Brasil. Com o slogan “Adia!”, a campanha visa incentivar os consumidores a adiarem seus planos para se proteger do Covid-19.

Para o presidente da Associação Brasileira de Indústria de Hoteis (ABIH-PA), Carlos Freire, toda a cadeia do turismo está sendo impactada e, no caso do Pará, a hotelaria sofrerá mais ainda já que, historicamente, o período de baixíssima ocupação que é de dezembro até fevereiro seria compensado com março. “Agora ninguém sabe o que vai acontecer, mas a orientação que a ABIH está dando é tentar negociar e flexibilizar com os clientes e ver como as coisas vão acontecer. Negociação é a solução”, afirma.







Veja também em Notícias da Amazônia


Calculando perdas de até 30% por causa da pandemia, governo discute hoje bases do retorno das atividades produtivas no Amazonas
O governador Wilson Lima (PSC), disse nesta segunda-feira (25/5)...


Mais 39 óbitos por Covid-19, 28 nas últimas 24 horas, elevam perdas humanas para 1.891 no Amazonas
Casos confirmados chegam a 33.508. FVS-AM informou que 26.742 pessoas já passaram pelo período de quarentena e se recuperaram da doença...


Iluminação de trecho da avenida João Paulo II é reposta
Serviço foi necessário após furtos de fiação elétrica e luminárias em diversos pontos da via...


Zenaldo explica planos da prefeitura no combate a covid-19
Prefeito de Belém participa de live nesta quarta-feira (15) para tirar dúvidas da população...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News