Rondônia, - 21:16

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
Justiça Restaurativa Juvenil
Justiça Restaurativa Juvenil: prática resgata a humanidade nos relacionamentos pós conflitos
O resgate da humanidade nos relacionamentos, por meio do diálogo, tornando mais justas e pacíficas as relações entre o autor do ato infracional e a vítima...
Publicado Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2020, às 10:38 | Fonte Tribunal de Justiça de Rondônia 0

 
 

 

O resgate da humanidade nos relacionamentos, por meio do diálogo, tornando mais justas e pacíficas as relações entre o autor do ato infracional e a vítima é uma das propostas da Prática Inovadora Justiça Restaurativa Juvenil, promovida pela Vara Infracional e de Execução de Medidas Socioeducativas de Porto Velho, que tem como titular o juiz Marcelo Tramontini.

Com competência para atuar nos processos de Apuração de Ato Infracional e Medidas Socioeducativas, a Vara Infracional desenvolve projetos e ações para fomentar a melhoria da qualidade nas relações interpessoais e interinstitucionais.

As discussões e a busca sobre a Justiça Restaurativa Juvenil são metodologias inovadoras nos processos. A reparação de danos, a transformação e resolução de conflitos decorrentes de ato ofensivo, resgatando e estimulando a cooperação entre os envolvidos mais diretos, bem como a corresponsabilidade com participação das redes comunitárias e o resgate da humanidade nos relacionamentos são resultados esperados com a prática.

Os atendimentos se iniciaram em 2016 e 2017, com os processos de apuração de ato infracional e de execução de medida socioeducativa de internação. Com o crescimento dessas demandas, em 2018 foi implantado o setor de Justiça Restaurativa Juvenil, com a formação de uma equipe com dois assistentes sociais e duas psicólogas.

Atualmente, os atendimentos se relacionam a processos nas tipificações de roubo, lesões corporais, tentativa de homicídio, denúncia caluniosa, assédio sexual e estupro de vulnerável encaminhados pelo juiz da Vara, com observação de critérios como a voluntariedade.

Metodologia

A intervenção restaurativa se inicia com a chegada e leitura do processo no PJe. Em seguida são realizados contatos telefônicos ou por solicitação de comparecimento, com as famílias, para que sejam agendados os pré-círculos. Nesta fase, busca-se o reconhecimento do ato e a compreensão das partes envolvidas, adolescente autor e vítima, para o mapeamento da situação. Aí, pensamentos e sentimentos consequentes do conflito, bem como a disposição de cada um para participar do processo restaurativo, são avaliados.

Também podem ser indicados pelas partes, familiares e/ou outras pessoas significativas, para os encontros, além do acionamento de representantes da rede pública, conforme as necessidades diagnosticadas. O resgate da humanidade dos participantes, necessário para a convivência mais harmoniosa e justa, finaliza a etapa do círculo, com a elaboração conjunta de um Termo de Acordo e do Relatório Sumário do Processo Restaurativo.

O Setor de Justiça Restaurativa Juvenil desenvolve, simultaneamente, ações de sensibilização para servidores do Poder Judiciário, com a apresentação da metodologia. O objetivo é a construção de uma lógica mais inclusiva e que priorize a defesa dos direitos, fomentando uma cultura de paz.

O juiz Marcelo Tramontini, autor da prática inovadora, considera que “a metodologia traz a corresponsabilidade da sociedade e dos poderes públicos para pensar e buscar novas estratégias e ações associadas a realidades atuais, com foco nos problemas relativos à transgressão e violência”. Por esta razão, e visando alcançar efetivas transformações nas relações interpessoais e no ambiente institucional, a equipe tem promovido encontros com profissionais da Educação da rede pública estadual. “Trata-se de uma metodologia que diminui a burocratização da prestação jurisdicional”, finalizou o magistrado.

 

Assessoria de Comunicação Institucional

 







Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


2º Tribunal Júri de Porto Velho realiza o 3º julgamento, nesta semana
O 2º Tribunal do Júri da Comarca de Porto Velho julga, nesta quinta-feira, 13, o réu Willian da Silva de Paula sob acusação da prática do crime de tentativa de homicídio....


A Polícia Judiciária Civil de Alvorada do Oeste (RO), com o apoio da Policia Militar, deflagrou nesta sexta-feira (17) a Operação Sicário,
Em novembro do ano passado, o Ministério Público Federal de Rondônia (MPF/RO) firmou um Termo de Ajustamento de Condutra (TAC)......


Funcionário Público acusado de corrupção tem perda da função confirmada pelo TJRO
A perda da função deu-se pela conduta do agente não ser adequada para “o exercício das relevantes funções confiadas a agentes penitenciários” ...


Após acordo com MPF, MP e MPT, fazendeiro vai indenizar famílias por danos de agrotóxicos
Famílias do Assentamento Chico Mendes III sofreram danos após deriva de agrotóxico em Presidente Médici (RO) ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News