Rondônia, - 18:20

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Turquia acusa forças curdas de violar o acordo de cessar fogo na Síria
Ministério da Defesa turco diz que os 12 ataques vieram da cidade fronteiriça síria de Ras al-Ain, um de Tal Abyad e outro da região de Tal Tamr,..
Publicado Sábado, 19 de Outubro de 2019, às 08:20 | Fonte Expresso - Portugal 0

 
 

ANADOLU AGENCY/GETTY IMAGES

ATurquia acusou este sábado as forças curdas de violarem a trégua anunciada na quinta-feira no norte da Síria, que previa a sua retirada da zona de fronteira em troca da suspensão da ofensiva turca.

"As forças armadas turcas respeitam plenamente o acordo" negociado na quinta-feira com os Estados Unidos, afirmou o Ministério da Defesa em comunicado. "Apesar disso, os terroristas (a Turquia classifica assim as forças curdas) lideraram um total de 14 ataques nas últimas 36 horas".

O ministério especificou que 12 ataques vieram da cidade fronteiriça síria de Ras al-Ain, um de Tal Abyad e outro da região de Tal Tamr, indicando que foram usadas diversas armas, desde leves a pesadas, incluindo foguetes.

Após conversações com os Estados Unidos, a Turquia anunciou na quinta-feira que aceitava suspender a sua ofensiva na Síria por cinco dias.

Mas no dia seguinte o presidente turco Recep Tayyip Erdogan alertou que retomaria suas operações militares contra as forças curdas se estas não se retirassem rapidamente da área de fronteira do nordeste da Síria, onde a Turquia quer estabelecer uma "zona segura". Na sexta-feira, a trégua parecia ter acabado.

Pelo menos 14 civis foram mortos na sexta-feira no norte da Síria pelos raides aéreos turcos e bombardeamentos de artilharia de rebeldes pró-turcos, que continuaram a sua ofensiva contra as forças curdas, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Questionado em Bruxelas por jornalistas sobre o acordo de cessar-fogo firmado na quinta-feira pelo presidente Erdogan, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, reconheceu que não foi "instantaneamente" posto em prática, apontando problemas de "coordenação" para garantir "uma retirada segura dos combatentes do YPG (Unidades de Proteção Popular curdas) da área controlada pela Turquia abrangida pelo acordo".







Veja também em INTERNACIONAL


Polícia de Hong Kong cerca universidade e ameaça usar balas reais se for atacada
Polícia de Hong-Kong ameaça usar balas reais, em resposta ao uso de ''armas letais'' pelos manifestantes que dispararam flechas. Forças policiais cercam Universidade de Hong Kong para retirar pessoas....


Oposição denuncia infrações em massa nas legislativas na Bielorrússia
A oposição na Bielorrússia denunciou infrações em massa nas eleições legislativas que decorrem este domingo nesta ex-república soviética, dirigida por Alexandre Lukashenko desde 1994....


Grupo armado mata oito pessoas, cinco das quais soldados
Um grupo armado atacou na última noite uma aldeia do Norte de Moçambique e matou oito pessoas, cinco das quais eram soldados. Ataque faz parte de onda de violência que dura há dois anos na região....


Veneza enfrenta mais uma maré excecional
Os venezianos estão a preparar-se para a perspetiva de mais uma maré excecional, numa época que a cidade italiana está a atingir recordes de cheias....

 
      

2019 - ARIQUEMES ONLINE - Informação Sem fronteiras
© 2007 - 2019 • Ernesto & Eugenio Comunicação

E-mail: [email protected]
Fone: (69) 9 9967-8787 (Operadora Oi - WhatsApp)
Porto Velho - Rondônia - Brasil

Política de privacidade e uso






 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News