Rondônia, - 08:11

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Egito vai receber de volta sarcófago de ouro roubado em 2011 e que era exibido em museu de Nova York
Peça foi levada do país, passou por uma rede de tráfico internacional, até ser comprada pelo museu. Ao saber da origem, museu colaborou com as investigações...
Publicado Sexta-Feira, 27 de Setembro de 2019, às 11:03 | Fonte G1 0

 
 

Foto: Manhattan District Attorney

Sarcófago de ouro do Nedjemankh, roubado do Egito em 2011, será devolvido ao país pelas autoridades americanas.

O Egito vai receber de volta um sarcófago de ouro, avaliado em US$ 4 milhões, que havia sido roubado do país em 2011 e foi parar em uma exposição no Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

As autoridades americanas propuseram a devolução quando souberam que o objeto havia sido roubado no ano da revolta contra o então presidente do Egito, Hosni Mubarak.

O sarcófago de 1,8 metro de comprimento e banhado a ouro foi montado para a múmia de Nedjemankh, um alto sacerdote do deus Heryshef.

De acordo com o site do museu, o sarcófago foi decorado com cenas e textos hieroglíficos destinados a guiar o líder religioso em sua jornada para a vida eterna.

Tráfico internacional de arte


Uma investigação conjunta feita pelas autoridades dos Estados Unidos, Egito, Alemanha e França concluiu que o sarcófago foi roubado do Egito em 2011, na região de Minya, após a Revolução Egípcia.

De acordo com o site da promotoria do distrito de Manhattan, os criminosos contrabandearam o objeto para fora do Egito e transportaram pelos Emirados Árabes Unidos, depois para a Alemanha, onde foi restaurado, e para a França, onde foi vendido ao Metropolitan Museum of Art em julho de 2017.

Nos Estados Unidos, o sarcófago foi exibido ao lado de outros 70 itens da coleção egípcia.

A exposição foi suspensa em fevereiro, quando a peça foi apreendida no museu e entregue ao procurador do distrito de Manhattan, Cyrus Vance Jr.

Segundo Vance, o grupo internacional de traficantes que comercializou a peça é responsável pela venda ilegal de centenas de outras obras de arte.

"A devolução de tesouros culturais roubados a seus países de origem está no centro de nossa missão de impedir o tráfico de antiguidades roubadas. Tenho a honra de repatriar esse artefato extraordinário de volta ao povo do Egito", disse Vance à CNN.

Novo museu no Egito
O Egito está construindo um novo museu, que deve ser aberto até o final de 2020. Lá, outro sarcófago de ouro deverá ser exibido: o do faraó Tutancâmon.

A restauração da peça começou neste ano. O sarcófago e a coleção da tumba de Tutancâmon serão as peças centrais do novo Grande Museu Egípcio, que será aberto no ano que vem próximo às Pirâmides de Gizé.







Veja também em INTERNACIONAL


Trump acusa democratas de lançarem ''nova campanha de desinformação''
Trump acusou a bancada democrata de estar a fazer uma ''campanha de desinformação ao garantir que a Rússia o preferiu. O governo russo acusou as autoridades norte-americanas de ''paranóia''....


Russos estarão a tentar ajudar Bernie Sanders a chegar à Presidência dos EUA
A Rússia estará a tentar interferir com as eleições americanas, ajudando a impulsionar a campanha de Sanders. Segundo o Washington Post, citando fontes próximas, Trump terá sido informado da situação....


Polícia angolana assume que sistema de segurança pública do país é ''coxo''
Apesar das ações de prevenção e combate à criminalidade, o sistema devia assentar sobre ''a reação, a prevenção e a prevenção primária''. Os índices criminais de Angola registaram um aumento....


Autoridades moçambicanas declaram surto de cólera após 12 mortos em Cabo Delgado
Na sequência das chuvas que caem e devido a problemas de saneamento, consumo de água imprópria e falta de casas de banho, foram detetados mais de 200 casos de diarreia desde janeiro....

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News