Rondônia, - 16:55

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícias da Amazonia
AM terá maior integração entre profissionais no combate à malária
Estratégia deve ser reforçada para evitar uma nova ‘explosão’ de casos, como aconteceu no ano passado
Publicado Quarta-Feira, 14 de Agosto de 2019, às 10:36 | Fonte A Crítica 0

 
 

Foto: Divulgação

A integração entre os profissionais de atendimento básico à saúde, executado por agentes de endemias e agentes comunitários, deve ser ampliado para intensificar o controle da malária no Amazonas. A iniciativa já vem sendo desenvolvida desde o ano passado, por meio de oficinas de capacitação e aquisição de materiais para diagnósticos, e oficializada em nota técnica assinada por órgãos do sistema de saúde do Estado.

“Temos mais de mil laboratórios espalhados em todo o estado, agora precisamos ampliar nossas ações de vigilância”, argumentou o diretor técnico da FVS, Cristiano Fernandes. “Atualmente, há condições de quadruplicar a força de trabalho desses agentes”, acrescentou. A experiência foi apresentada na tarde de segunda-feira, primeiro dia da Reunião Técnica sobre a eliminação da Malária na América do Sul, organizada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) que segue até hoje, no hotel Blue Tree Premium Manaus, Zona Centro-Sul.

Durante o evento, gestores dos programas de combate à doença em nove países amazônicos, além de representantes do departamento de saúde dos Estados Unidos, vão divulgar experiências de enfretamento ao mosquito Plasmodium e discutir a redução dos casos em seus respectivos países. 

“Neste momento, Manaus é a sede mundial para discussão sobre técnicas de enfretamento e controle desta doença endêmica da região amazônica”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Rodrigo Tobias.

“É uma discussão de extrema relevância, visto que o Amazonas é o responsável pelo maior número de casos do País. Então temos uma responsabilidade sanitária e um compromisso com o Ministério da Saúde para eliminação da malária, principalmente pelo Plasmodium Falciparum, nosso principal desafio”, informa Cristiano Fernandes.

Apesar de associado a cerca de 10% dos casos, este último tipo está relacionado às formas mais graves da doença, e se caracteriza por um ciclo de hospedagem diferenciada no corpo humano. Nesse sentido, o diagnóstico precoce é fundamental. Um compromisso firmado com a Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece que o Brasil deve eliminar, até 2030, as doenças causadas pelo Falciparum.

“Para isso, é preciso esforço conjunto entre Estado, municípios e governo federal”, lembrou o diretor técnico da FVS, reforçando a relevância do trabalho dos agentes que trabalham na ponta do atendimento. Além de colaborar para a superação das dificuldades logísticas do estado, garantindo a oferta de serviços para as cidades mais distantes, o atendimento básico se tornou referência para o controle da doença no Brasil.

“Hoje, dispomos de mais de 6 mil agentes comunitários e 2 mil agentes de endemias”, informou Fernandes. Segundo ele, a integração está alinhada à Política Nacional de Atenção Básica do Ministério da Saúde. A eficácia da vigilância, resistência dos antimaláricos e questões específicas, como os registros da doença em áreas de mineração, são alguns temas previstos no evento, além das estratégias adotadas no Brasil.

O último boletim epidemiológico da FVS atestou que o número de casos notificados da doença no período de janeiro a julho de 2019 foi de 33.071 casos, o que representa uma redução de 24% em comparação ao mesmo período de 2018, quando foram notificados 43.264 casos da doença.

DANIEL AMORIM







Veja também em Notícias da Amazônia


Seis veículos são recuperados pela PM em Manaus
Três carros e três motocicletas foram recuperados pela Polícia Militar do Amazonas (PMAM) entre a manhã de quinta-feira (23/01)......


Matrícula para os aprovados na 2ª chamada do Vestibular e SIS inicia dia 27
Primeira etapa de matrícula destina-se somente aos candidatos classificados para os cursos que terão início das aulas no primeiro semestre de 2020 ...


Saúde diz que identificou doença de pele em presos de Roraima e descarta bactéria desconhecida
Segundo o governo, presos com múltiplos ferimentos na pele foram diagnosticados com piodermite, uma infecção oportunista que surge quando já há outra doença do tipo escabiose...


Bandas e blocos devem solicitar autorização sanitária para sair no Carnaval
Se o evento for em via pública, o requerente também deve providenciar previamente o abaixo-assinado dos moradores concordando com a realização da festa ...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News