Rondônia, - 01:12

 

Você está no caderno - Ação Parlamentar
Mais Médicos
Jaqueline Cassol cobra solução no sistema do programa Mais Médicos
Ministério da Saúde informou que metade das vagas disponíveis em Rondônia serão preenchidas até o fim do mês
Publicado Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, às 09:00 | Fonte Jaqueline Fonseca - Assessoria de Comunicação 0

  
 
 

Ministério da Saúde informou que metade das vagas disponíveis em Rondônia serão preenchidas até o fim do mês

 

A Deputada Federal Jaqueline Cassol (PP-RO) recebeu inúmeras reclamações sobre o sistema do programa Mais Médicos e buscou respostas junto ao governo federal. Profissionais brasileiros, muitos deles rondonienses, formados no exterior não conseguiram concluir a inscrição e enviar a documentação dentro do prazo por falhas no sistema do Ministério da Saúde.

 

Jaqueline Cassol discutiu a questão com o secretário de gestão estratégica e participativa do ministério da Saúde, Erno Hazheim, em audiência realizada nesta quarta-feira (13/03) em Brasília. “Esses profissionais que não conseguiram se inscrever já poderiam estar à disposição do governo ou até mesmo trabalhando, atendendo a população, mas por uma pane no sistema perderam um precioso tempo enquanto alguns municípios tem vagas disponíveis no programa Mais Médicos”, disse a presidente do Progressistas em Rondônia, Jaqueline Cassol.

 

O Dr Rafael Guedes dos Santos, nascido em Vilhena e formado no Paraguai participou da reunião a convite da deputada. Ele foi um dos médicos prejudicados pela falha no sistema e relatou ao secretário do Ministério da Saúde os problemas enfrentados “tentei fazer inscrição tive um erro no sistema, gerou duas inscrições, uma como médico brasileiro formado no exterior e uma como médico estrangeiro, tive que entrar na justiça, e ganhei. Eles arrumaram minha inscrição, e quando eu fui fazer a seleção do município eu tava bloqueado no sistema e não pude fazer a escolha. Tive que entrar novamente com uma liminar”, reclamou o médico.

 

O Secretário de gestão estratégica do Ministério da Saúde reconheceu o problema e garantiu que o governo federal está trabalhando para evitar novas panes. Erno Hazhein informou à deputada Jaqueline Cassol que mais da metade das vagas disponíveis do programa Mais Médicos no estado de Rondônia serão preenchidas até o fim do mês. “As vagas não ocupadas que vocês têm em Rondônia nos Distritos Indígenas serão ocupadas por médicos que estão aqui em Brasília fazendo o acolhimento e por volta do dia 27 ou 28 de março viajam para Rondônia para ocupar seus postos de trabalho. Com isso, as vagas dos DSEIS ficam preenchidas. Outros 5 médicos serão enviados para outras regiões do estado. Vocês tem 84 vagas que eram dos médicos cubanos, 44 vão ser ocupadas agora”, disse o secretário que informou ainda que as 40 vagas restantes serão atendidas em edital a ser lançado até abril.

 

O Programa Mais Médicos foi criado em 2013 com o objetivo atender a população de municípios ou comunidades distantes, com carência de profissionais ampliando a assistência na Atenção Básica de saúde.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Ação Parlamentar


Antigo prédio da ALRO pode vira hospital
Parlamentar propôs doação da sede anterior para Governo transformar estrutura em extensão do JP II...


Prefeitura de Cerejeiras contará com o apoio do senador Confúcio
Parlamentar articulará emendas com a bancada para construção da nova sede...


Presidente da Assembleia participa da entrega de maquinários para Nova Londrina e Nova Colina em Ji-Paraná
Ele também se comprometeu a encaminhar emendas para infraestrutura e escolas municipais...


Presidente Laerte Gomes indica recuperação de trecho da RO-473, em Urupá
Precariedade da rodovia está prejudicando o escoamento da produção agrícola da região...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News