Rondônia, - 00:35

 

Você está no caderno - Porto Velho
transposição
Léo Moraes cobra Ministério da Economia e TCU sobre transposição
Em Rondônia, 1,5 mil servidores ainda aguardam o resultado da transposição
Publicado Quinta-Feira, 14 de Março de 2019, às 08:40 | Fonte da Redação 0

  
 
 

Na última terça-feira (12), o deputado federal Léo Moraes debateu com o Ministério da Economia e com o Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a retomada do processo de transposição dos servidores estaduais de Rondônia para a folha de pagamento da União.

 

De acordo com o deputado, a discussão foi produtiva, uma vez que nenhum dos dois órgãos considerou que a Emenda Constitucional 60, que rege sobre o processo da transposição, não possuem irregularidades que justificariam a paralisação. "É possível enxergarmos uma retomada do processo, já que eles reconheceram que os servidores que estão sob a EC 60 não possuem nenhum tipo de suspeição e nem foram alvos de fiscalização. Pretendemos retomar a transposição o quanto antes".

 

De acordo com o ministro do TCU, Vital do Rêgo, o assunto será levado ao plenário do tribunal o mais rápido possível. "Realizamos um levantamento de dados para retorno do processo ao gabinete. Me comprometi a acelerar esse processo, terminar em tempo regimental, justo, mas absolutamente prioritário. Há uma expectativa de que essa coleta siga o ritmo que pudemos determinar, e teremos, com certeza, um novo convite a todos para que compareçam à reunião plenária".

 

Léo Moraes ressaltou que, apesar de outros estados também passarem pelo mesmo procedimento, Rondônia não deve ser esquecida. "Não queremos mais nem menos que os outros estados. Queremos o mesmo tratamento para Rondônia, e que nenhum decreto deixe de lado os servidores do estado. Os estados de Roraima e Amapá possuem um índice de transposição de servidores muito maior do que nós, em Rondônia, temos. Queremos direitos iguais para todos".

 

Em 23 de janeiro, o TCU suspendeu o processo de transposição previsto pela EC 98, de 2017, que também projetava a mudança para servidores dos estados do Amapá e Roraima. A justificativa, segundo o tribunal, é de que aumentou consideravelmente o número de servidores para a transposição e de que eles foram nomeados sem a realização de concurso público. Em Rondônia, 1,5 mil servidores ainda aguardam o resultado da transposição.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Porto Velho


Imprensa é essencial para que ''chama da democracia não se apague'', diz Bolsonaro
Na curta fala, de menos de seis minutos, em evento do Dia do Exército, o presidente relembrou a formação dele no Exército nos anos 1970, período que classificou como ''momento conturbado de nossa nação''...


Eleição para escolha da diretoria do CRMV-RO acontece nesta quinta-feira (18)
...


Arquidiocese de Porto Velho abraça Coleta em prol de Campanha SOS África
Em nome da presidência da CNBB, o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da entidade, dom Leonardo Steiner, acolheu aos participantes presentes no lançamento do relatório. O secretário-geral da CNBB ...


Equipes da Semusb realizam mutirão de limpeza na BR-364
Trabalho cumpre determinação do prefeito Hildon Chaves para manter sempre limpa a entrada da cidade...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News