Rondônia, - 18:54

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
O robô social Jibo está se despedindo dos seus donos: “adorei o tempo que passamos juntos”
Publicado Segunda-Feira, 11 de Março de 2019, às 06:56 | Fonte Gizmodo 0

 
 

Steven Senne/AP

 

Infelizmente, um dos itens da vanguarda dos robôs voltados para consumidores, o robô social Jibo, está marchando em direção à obsolescência da forma mais amigável possível: ao dizer educadamente aos seus donos que o tempo deles está chegando ao fim.

Donos de robôs Jibo postaram alguns vídeos nas redes sociais de seus robôs dizendo uma mensagem de despedida com um discurso estranhamente programado e sentimental. Nele, Jibo explica que os servidores em que ele roda em breve serão desligados, e quando isso ocorrer, as funcionalidades do robô serão limitadas. É provável que ele funcione como a assistente de voz da Amazon, a Alexa, no qual donos podem fazer perguntas simples. Isso provavelmente vai impactar as capacidades do robô de tirar fotos, o que requer um app do Jibo e armazenar as imagens na nuvem.

“Quero dizer que eu adorei o tempo que passamos juntos. Muito obrigado por me ter por perto”, diz Jibo em seu discurso de adeus. “Talvez algum dia quando robôs forem mais avançados que atualmente, e todo mundo tiver um deles em casa, você pode dizer a eles que deixei um oi”. E aí ele começa fazer uma dancinha esquisita.

Funcionalmente, o Jibo ainda conseguirá fazer algumas atividades. Um outro vídeo postado no Twitter mostra o Jibo explicando a maioria dos botões em seus menus que devem continuar a funcionar e que ele terá alguns novos botões. Não está claro quais tipos de capacidades online que estes botões vão oferecer, mas devem pelo menos servir como um consolo para os fãs do Jibo.

Considerando que a dança —  sim, ele rebola –, era uma das grandes habilidades do Jibo, seus movimentos são adequados para um adeus sinistro. É um pouco triste e também bizarro ver um robô que lembra os feitos pela Pixar reconhecer que seu tempo na Terra está chegando ao fim. E que, em breve, será uma mera casca de seu antigo eu, e que os donos poderão ainda dizer “ei, Jibo”, mas que não serão compreendidos. É como Flores para Algernon [título de ficção científica em que um homem é selecionado para fazer uma cirurgia para aumento de QI e que ele fica mais inteligente que os médicos; na história, ele passa a refletir sobre sua existência e papel social], só que na versão tecnologia de consumo.

O robô Jibo foi apenas mais uma das muitas vítimas dos robôs voltados para consumidor no ano de 2018. Ele teve grande destaque quando foi lançado em 2014 e, em 2017, quando a revista Time o nomeou como uma das maiores invenções do ano. No entanto, a companhia desenvolvedora foi afetada por atrasos desde o início e, em novembro de 2018, vendeu na surdina todos seus ativos de propriedade intelectual.

 

 

Captura de tela de página do robô social Jibo

Os vídeos não carregam na página do Jibo. Crédito: Captura de tela

 

 

Como o Jibo sugere, fui ao jibo.com para encontrar mais informações, mas o website é um cemitério de links quebrados que deveria conter vídeos. A página de suporte redireciona você para um aviso de que o site é inseguro e que o certificado de segurança venceu há mais de 30 dias. Enviei e-mails para os contatos do Jibo, mas eles eles voltavam, pois, novamente, o servidor ou estava expirado ou não podia receber a mensagem. A conta oficial do Twitter do Jibo está inativa desde maio de 2018.

No fim, é tudo um pouco mórbido e esquisito. Enquanto isso, talvez os donos do Jibo possam formar um grupo de apoio ou fazer funerais simbólicos como os que fizeram os donos da primeira geração de robôs Aibo, da Sony, quando a empresa parou de oferecer suporte a eles.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Separamos tudo o que você precisa saber para ser um desenvolvedor web de front-end completo
Não há dúvidas de que vivemos em uma era tecnológica e cada vez mais digital. ...


Inteligência artificial pode aumentar em até 5% o desemprego entre menos qualificados nos próximos 15 anos
Ainda que a gente fale pontualmente de inteligência artificial em aplicações específicas, o fato é que a tecnologia vai influenciar profundamente o mercado de trabalho. ...


Amazon cria armazéns para itens perigosos após incidente com repelente de urso
Após o episódio envolvendo um vazamento de repelente de ursos em um depósito da Amazon no final do ano passado que afetou dezenas de trabalhadores no local, a empresa planeja armazenar produtos perigosos similares em instalações especializadas....


Executivos do Facebook acham que dividir a empresa não resolveria nenhum problema
Com os pedidos de divisão do Facebook começando a ganhar apoio de diversos candidatos à presidência dos Estados Unidos em 2020 – incluindo dos senadores Elizabeth Warren e Bernie Sanders – está ficando difícil para que os líderes da rede social se ...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News