Rondônia, - 01:15

 

Você está no caderno - Economia
compras no exterior
Comprou e não chegou? Saiba como pagar a nova taxa dos Correios sobre encomendas internacionais
Despacho postal de R$ 15 é cobrado desde segunda-feira (27). Especialistas acreditam que novo custo deve espantar brasileiros dos sites de compras chineses
Publicado Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, às 17:05 | Fonte GaúchaZH 0

 
 

Sites de compras internacionais que oferecem produtos de baixo valor em reais podem começar a perder uma parcela significativa de clientes brasileiros. Isso porque, desde segunda-feira (27), está sendo cobrada pelos Correios uma taxa de R$ 15, o despacho postal. O valor passa a incidir sobre todas as encomendas do Exterior. 

 

A medida já está em vigor e se aplica também a compras feitas antes da criação da taxa. Quem espera encomenda de fora do Brasil deve rastrear o pacote e pagar (confira abaixo). 
A taxa fixa será cobrada também das aquisições isentas do imposto de importação – de até U$ 50 (R$ 203). 


O número de consumidores que terão de colocar a mão no bolso é considerável. Apesar da crise, 22,4 milhões de brasileiros realizaram compras em sites internacionais no ano passado, um crescimento de 6% em relação a 2016. E os gastos chegaram a U$ 2,7 bilhões de dólares em 2017 com essas compras online (quase R$ 11 bilhões). Os dados são da 37ª edição do estudo Webshoppers, realizado pela consultoria Ebit. 

 

Mas especialistas do setor projetam sobre as compras de preços menores o maior impacto do despacho postal. Portais chineses como Gearbest e AliExpress oferecem produtos por menos de R$ 5, por exemplo. Agora, para esses itens, a taxa pode ser mais cara do que a compra. 

 

– Essa taxa pode ser um entrave para o consumidor comprar. Antes, para fugir do imposto de importação, a tática era fazer várias compras menores, todas abaixo de U$ 50. Agora, quem fizer isso pagará R$ 15 por cada encomenda – diz o conselheiro e diretor de relações institucionais da Ebit/Nielsen, Pedro Guasti.


Pagamento pela internet


O prazo de entrega do objeto, conforme o serviço contratado no momento da compra, passa a contar a partir da data da confirmação do pagamento. Os destinatários que estiverem aguardando encomendas do Exterior devem acessar o sistema de rastreamento de objetos e realizar o pagamento do despacho postal por meio de boleto ou cartão de crédito.  As informações e orientações sobre os procedimentos de importação estão disponíveis no site dos Correios. 
O que muda com a taxa dos Correios


Antes


– Encomendas até U$ 50 (R$ 203), que não pagam imposto de importação, eram entregues diretamente no endereço do destinatário.
– Se tributadas (valor superior a U$ 50), o destinatário recebia aviso dos Correios com as indicações sobre como fazer o pagamento online. 

Agora


– Não faz diferença o valor da encomenda, quem estiver esperando encomenda internacional precisa rastrear a encomenda e pagar a taxa do despacho postal.
– Se houver tributação, a cobrança será na mesma fatura. 
O passo a passo no site dos Correios
Compras sem tributação – valor até U$ 50 (R$ 203)
– Pelo portal dos Correios, depois que acessar a aba de rastreamento dos Correios, será aberta a página para esse procedimento. 

 

 

Compras com tributação – valor superior a U$ 50 (acima de R$ 203) 

– É preciso acessar o ambiente Minhas Importações no site dos Correios.

 

É necessário o código da encomenda para acessar o pagamento

– Após uma tela com informações sobre o pagamento, será dada a opção pela forma de quitar a pendência

A última etapa é selecionar a forma de pagamento

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Economia


PIB recua no trimestre encerrado em abril, diz FGV
O Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, teve uma queda no trimestre encerrado em abril, na comparação com o trimestre fechado em janeiro....


Odebrecht tenta recuperação judicial para pagar dívida bilionária
O rombo total chega a R$ 98,5 bilhões, se forem somadas as dívidas feitas entre as próprias empresas...


Brasil é o terceiro país mais complexo para fazer negócios
O Índice de Complexidade Global do Grupo TMF, que analisa regras tributárias, leis trabalhistas e influência dos sindicatos, considera apenas Grécia e Indonésia mais refratárias às empresas...


Inflação do aluguel é de 6,46% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou 0,75% na segunda prévia de junho...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News