Rondônia, - 09:28

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Caso Kahshoggi. Rei saudita diz que autoridades estão a “cumprir o seu dever de estar ao serviço da Justiça”
Num discurso perante o Conselho da Shura, Salman bin Abdulaziz elogiou o sistema judiciário do país, referindo-se de forma indireta ao caso do jornalista saudita que foi morto no consulado de Istambul no mês passado
Publicado Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018, às 10:32 | Fonte Expresso 0

 
 

ANADOLU AGENCY/GETTY


O rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz, elogiou esta segunda-feira o sistema judiciário e o Ministério Público do país, alegando que estão a “cumprir o seu dever de estar ao serviço da Justiça”.

Num discurso perante o Conselho da Shura, o monarca saudita referiu-se assim de forma indireta ao caso de Jamal Kahshoggi, o jornalista que foi morto no consulado de Istambul no passado dia 2 de outubro, e que originou vários protestos e sanções por parte dos EUA. Mas sobre o assassínio de Kahshoggi não existiu nenhuma referência direta.

Salman bin Abdulaziz apelou também ao fim do programa nuclear do Irão e reafirmou o seu apoio para acabar com o conflito no Iémen e para encontrar uma solução política para a Síria. Ainda sobre o Médio Oriente, o rei saudita afirmou que a questão palestiniana constitui uma “prioridade para o reino”, refere a Al-Jazeera.

As declarações do rei saudita surgem um dia depois de o Presidente norte-americano ter afirmado que recusa ouvir as gravações do assassínio de Kahshoggi. “É uma gravação de sofrimento, é uma gravação terrível. Eu fui completamente informado sobre isso, não há nenhuma razão para ouvir essa gravação”, disse Donald Trump em entrevista à Fox News.

O líder dos EUA afirmou ainda que o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman – que é apontado pela CIA como sendo o autor moral da morte de Kahshoggi – lhe garantiu várias vezes que não teve qualquer envolvimento no assassínio do jornalista.

Na última semana, o Governo norte-americano aplicou sanções a 17 responsáveis sauditas alegamente envolvidos no assassínio de Khashoggi. No entanto, várias vozes do Congresso apelam à aplicação de sanções mais pesadas.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Arábia Saudita bombardeia áreas residenciais da capital do Iêmen
Pelo menos seis civis morreram e 57 pessoas foram feridas pelos 11 ataques aéreos da coalizão militar liderada pela Arábia Saudita em áreas residenciais da capital do Iêmen, Sanaa....


Seguranças prendem homem armado em palácio presidencial da Argentina
Seguranças da Casa Rosada, o palácio presidencial da Argentina, prenderam nesta segunda-feira um homem que portava uma arma e dizia ter uma reunião com o presidente Mauricio Macri, informou seu escritório em um comunicado....


Bruxelas incrédula com escândalo político mas confiante na democracia austríaca
“Temos plena confiança nos austríacos e nas instituições democráticas da Áustria para reparar esta situação”, declarou o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas...


Desabamento de prédio deixa 7 mortos em Xangai
Sete pessoas morreram nesta quinta-feira (16), quando o prédio que estava sendo reformado no centro da cidade chinesa de Xangai desabou - informou a mídia estatal....

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News