Rondônia, - 16:55

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Sistema prisional de Roraima
União vai assumir administração do sistema prisional de Roraima
O Palácio do Planalto anunciou hoje (13) que a União será responsável pela administração do sistema prisional de Roraima. Denominado “Acordo de Cooperação”, a transferência dos poderes de gestão administrativa, financeira e orçamentária do governo estadual para o federal deverá ocorrer em até dois dias, segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência.
Publicado Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018, às 14:54 | Fonte Amazonia.org.br 0

  
 
 

Divulgação - Internet

 

O Palácio do Planalto anunciou hoje (13) que a União será responsável pela administração do sistema prisional de Roraima. Denominado “Acordo de Cooperação”, a transferência dos poderes de gestão administrativa, financeira e orçamentária do governo estadual para o federal deverá ocorrer em até dois dias, segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência. Além de penitenciárias, o sistema socioeducativo de Roraima também será gerido pela União até o dia 31 de dezembro de 2018.

Na semana passada, a Procuradoria-Geral da República solicitou ao presidente Michel Temer uma intervenção no estado. O acordo celebrado na tarde de hoje contou com a presença de Temer, da governadora Suely Campos e de ministros da área de segurança do governo federal.

Segundo o GSI, o administrador do sistema prisional será Paulo Rodrigues da Costa, atualmente corregedor-geral do Departamento Penitenciário Nacional. Já o coordenador-geral do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo Guilherme Astolfi Caetano Nico será responsável por comandar o sistema socioeducativo do estado, que cuida de medidas punitivas a crianças e adolescentes em conflito com a lei.

“Pelos termos do Acordo, o governo de Roraima designará por ato próprio, em até 48 horas, servidores indicados pela União como administradores dos sistemas prisional e socioeducativo do Estado, com poderes para ordenar despesas, requisitar documentos, teracesso a processos de contratação, pagamentos e praticar quaisquer atos necessários à gestão e administração das unidades prisionais e de internação socioeducativa”, informou o governo.

A intervenção “urgente” no sistema penitenciário do estado foi solicitada a Temer pelos ministérios públicos Federal e local na última quarta-feira (7). Já a Procuradoria-Geral de Roraima havia negado a necessidade do decreto, classificando a medida e “extrema” e “injustificável”.

Em janeiro de 2017, uma rebelião na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc) terminou com o massacre de 33 detentos. Desde o início deste ano, a Justiça estadual bloqueou recursos do Fundo Penitenciário Nacional que seriam destinados somente à construção de um novo presídio. Autores do pedido, o MPF e o Ministério Público de Roraima pediram que o presídio em funcionamento atual também fosse contemplado com os recursos.

No último dia 25, os governos federal e do estado fecharam um acordo que permitiu a liberação de R$ 17 milhões para a reforma da penitenciária em caráter urgente, além da construção de um presídio de segurança máxima. A obra deverá ser objeto de relatórios mensais que serão repassados ao governo federal e aos ministérios públicos federal e do estado.

 

Por: Paulo Victor Chagas
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Sabrina Craide

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Região Norte


Negócios são linha de defesa crítica contra desmatamento no Brasil, afirma consultoria internacional
Um boletim informativo divulgado semana passada analisa quatro empresas do setor privado que podem sofrer riscos materiais, financeiros, de acesso a mercados e de reputação ao se associarem com o desmatamento da Amazônia. ...


Incêndios florestais: Amajari queima com o fogo
Tomado pelo fogo, Roraima já registrou 2.690 focos de calor este ano....


Bebê morre dentro de carro esquecido pelo pai
Um bebê de 1 anos e 4 meses morreu após ser esquecido durante 3 horas dentro de um carro pelo pai....


Tocantins: Condições precárias na TO-020 dificultam tráfego de veículos e provocam acidentes
Uma mulher, que pediu para não ser identificada, fez o registro de um acidente, quando passava pelo local neste domingo (24)....

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News