Rondônia, - 00:46

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Venezuela: 3,7 milhões de pessoas estão subalimentadas
Aumento de pessoas subalimentadas na Venezuela foi de 600 mil, entre 2015 e 2017, explica um relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura
Publicado Quinta-Feira, 8 de Novembro de 2018, às 05:20 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=356475&codDep=24" data-text="Venezuela: 3,7 milhões de pessoas estão subalimentadas

  
 
 

SOPA IMAGES/GETTY


A Venezuela é o país da América Latina com maior número de pessoas subalimentadas, 3,7 milhões de cidadãos, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). "No caso da Venezuela, o aumento de pessoas subalimentadas foi de 600 mil, entre 2015 e 2017. Com este aumento, a prevalência da subalimentação atinge 11,7% [da população], 3,7 milhões de pessoas)", explica um relatório divulgado hoje.

Os dados foram apresentados durante uma conferência de imprensa no Chile, pelo representante regional da FAO, Júlio Berdegué, que explicou que a crise política, económica e social venezuelana travou os avanços no combate à subalimentação registados no país. Por outro lado, Júlio Berdegué explicou que a FAO tem pedido, sem sucesso, ao Governo venezuelano que "considere a possibilidade de recorrer à cooperação internacional de caráter humanitária".

O relatório "Panorama de segurança alimentar e nutricional na América Latina e Caraíbas 2018" foi elaborado em conjunto pela Organização Panamericana da Saúde, a Unicef e o Programa Alimentar Mundial. Segundo o relatório, o Haiti tem cinco milhões de pessoas subalimentadas (45,7% da população) e o México 4,8 milhões (3,8% da população), apesar de terem registado avanços na redução da fome.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


O que uniu Michelle Obama e a Rainha Isabel II? Dores nos pés e saltos altos
Uma quebra de protocolo: a mulher que gosta de abraços e a mulher que não está habituada a ser tocada em público. Quase dez anos depois, Michelle Obama explica...


Brexit. Jeremy Corbyn considera “improvável” que o acordo seja bom para o Reino Unido
“Os trabalhistas foram claros desde o princípio: precisamos de um acordo que proteja o emprego e a economia”, escreveu o político britânico no Twitter...


Bruxelas tem mais de 190 milhões de euros para promoção agroalimentar da UE em 2019
Segundo um comunicado da Comissão Europeia, a verba para cofinanciamento dos programas de promoção de produtos agroalimentares para 2019 é 12,5 milhões de euros superior à disponibilizada este ano....


Turquia pode comprar petróleo ao Irão apesar das sanções dos EUA
Estados Unidos confirmaram formalmente o restabelecimento de todas as sanções ao Irão levantadas no quadro do acordo de 2015 sobre o programa nuclear iraniano, do qual Washington se retirou...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News