Rondônia, - 14:29

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
prisão de Acir Gurgacz
Presidente do Supremo nega pedido do Senado para impedir prisão de Acir Gurgacz
Toffoli não reconheceu os motivos para a solicitação feita pelos advogados do Senado
Publicado Quarta-Feira, 10 de Outubro de 2018, às 19:09 | Fonte Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=355551&codDep=35" data-text="Presidente do Supremo nega pedido do Senado para impedir prisão de Acir Gurgacz

  
 
 

O Globo

STF condenou o senador Acir Gurgacz a 4 anos e meio de prisão

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, negou nesta quarta-feira (10) o pedido de liminar (decisão provisória) da Mesa do Senado Federal para suspender o mandado de prisão contra o senador Acir Gurgacz (PDT-RO). Toffoli não reconheceu os motivos para a solicitação feita pelos advogados do Senado e disse que a execução da pena a que Gurgacz foi condenado não deve ser confundida com prisão de natureza processual, que impede ordens de prisão contra parlamentares salvo em casos de flagrante.

Ao julgar inviável o pedido do Senado, o Supremo entende que o senador pode ser preso a qualquer momento. Em setembro, a Primeira Turma da Corte determinou a prisão imediata de Acir Gurgacz após confirmar a condenação a quatro anos e seis meses em regime semiaberto pela prática de crime contra o sistema financeiro nacional.

 

No entanto, a ordem não foi cumprida devido ao período eleitoral, que impede a prisão de eleitores e candidatos, exceto em flagrante, nos dias próximos à votação. Gurcacz concorreu ao governo do estado de Rondônia no primeiro turno, mas não foi eleito. A proibição de prender políticos durante o período terminou ontem (9) às 17h.

Segundo a Mesa Diretora do Senado, a prisão é prematura porque ainda cabem recursos e o processo não transitou em julgado. Pelo mesmo motivo, os advogados afirmam que o mandato do parlamentar não pode ser cassado.

No entanto, para o presidente do STF, a ordem decretada não apresenta natureza cautelar e sim de prisão-pena. “A imunidade formal do congressista, prevista na Constituição Federal, neste juízo mínimo de delibação, não foi comprometida com o ato emanado da Primeira Turma, uma vez que a execução de pena determinada não se confunde com prisão de natureza processual”, escreveu na decisão.

Além disso, Toffoli entendeu que o caso em questão não se assemelha aos motivos admitidos para se pedir uma suspensão de liminar, dentre eles a demonstração de que o ato possa causar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia pública.

Em setembro, após a decisão do Supremo, em nota à imprensa, Gurgacz se disse surpreso com a decisão da Corte, que, para ele, viola o “amplo direito de defesa” ao “queimar etapas e direitos garantidos pela lei.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


MP do Acre alcança 100% em ranking nacional de transparência - confira os números
O primeiro lugar no ranking, conhecido como ‘Tranparentrômetro”, é dividido com MPs de outros onze estados, além do próprio CNMP, que atenderam 100% das determinações da Lei de Acesso à Informação e de resoluções do Conselho Nacional......


TCE divulga calendário das sessões plenárias para 2019
O Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) publicou em seu Diário Oficial Eletrônico, edição nº 1770, o calendário com o cronograma completo das sessões plenárias para o exercício 2019, cujas atividades serão retomadas no mês de fevereiro, contempla...


9º Prêmio de Jornalismo do MP-AC: vencedores são conhecidos em noite de celebração da imprensa
A cerimônia de anúncio dos sete vencedores do 9º Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) aconteceu em clima de celebração na noite desta quinta-feira (13)...


MPC-RO realiza reunião de análise estratégica (RAE)
Os dados do desempenho e evolução dos indicadores e objetivos contemplados no Plano Estratégico 2016/2019 do Ministério Público de Contas (MPC-RO), para o presente exercício, foram apresentados na última terça-feira (11), na sala II da Escola Super...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News