Rondônia, - 04:46

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Dia Mundial da Paralisia Cerebral
Dia Mundial da Paralisia Cerebral é celebrado em Ariquemes
Dia Mundial da Paralisia Cerebral é celebrado em Ariquemes. No último sábado (06), a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) realizou uma tarde recreativa na Praça da Vitória para crianças e adolescentes, com tema alusivo ao Dia Mundial da Paralisia Cerebral, deficiência física mais comum na infância, não tendo uma única causa, mas há uma sequência de eventos, antes, durante ou após o nascimento, que pode levar uma lesão no cérebro em desenvolvimento de um bebê. A ação contou com o apoio de algumas escolas municipais, AMAAR e voluntários. O objetivo foi lembrar as dificuldades e trazer o assunto para debate com a comunidade. Dados da SEMED revelam que existem mais de 17 milhões de pessoas no mundo com essa condição. Ainda no dia 8 em parceria com a Faculdade Faema, a Semed ofertou as Professoras da Sala de Recursos e cuidadores um encontro tendo duas palestras, a primeira com a professora do curso de enfermagem Sônia Carvalho com o tema: Paralisia Cerebral definição e causas e a outra palestra com a professora Patrícia Caroline Santana do curso de Fisioterapia, com o tema: O cuidado e manejo da pessoa com Paralisia Cerebral.
Publicado Terça-Feira, 9 de Outubro de 2018, às 14:35 | Fonte Assessoria de Comunicação 0

 
 

Divulgação

Dia Mundial da Paralisia Cerebral é celebrado em Ariquemes.

No último sábado (06), a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) realizou uma tarde recreativa na Praça da Vitória para crianças e adolescentes, com tema alusivo ao Dia Mundial da Paralisia Cerebral, deficiência física mais comum na infância, não tendo uma única causa, mas há uma sequência de eventos, antes, durante ou após o nascimento,  que pode levar uma lesão no cérebro em desenvolvimento de um bebê.

A ação contou com o apoio de algumas escolas municipais, AMAAR e voluntários. O objetivo foi lembrar as dificuldades e trazer o assunto para debate com a comunidade.  Dados da SEMED revelam que existem mais de 17 milhões de pessoas no mundo com essa condição. 

Ainda no dia 8 em parceria com a Faculdade Faema, a Semed ofertou as Professoras da Sala de Recursos e cuidadores um encontro tendo duas palestras, a primeira com a professora do curso de enfermagem Sônia Carvalho com o tema: Paralisia Cerebral definição e causas e a outra palestra com a professora Patrícia Caroline Santana do curso de Fisioterapia, com o tema: O cuidado e manejo da pessoa com Paralisia Cerebral.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


Rondônia registra mais de 2 mil casos de malária em apenas quatro meses
O levantamento apontou ainda que os municípios com maior índice da malária no estado são Porto Velho com 890 casos, Candeias do Jamari com 472, Itapuã com 85, Guajará-Mirim...


Saneamento básico ainda não é prioridade em Rondônia
Falta visão sobre o problema; faltam projetos para buscar recursos; falta vontade de solucionar o problema....


Nozes são a melhor gordura para reduzir colesterol, diz estudo
...


Estudo aponta risco de microcefalia de 1% a 13% em fetos afetados pelo zika
...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News