Rondônia, - 16:16

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
selo do Serviço de Inspeção Estadual em Rondônia
Frigorífico conquista o selo do Serviço de Inspeção Estadual em Rondônia
O empreendimento existe desde 2002, mas apenas comercializava dentro do município. Agora com selo e do Serviço de Inspeção Estadual está apto a vender para todo o Estado.
Publicado Quinta-Feira, 19 de Outubro de 2017, às 11:05 | Fonte da Redação 0

  
 
 

Frigorífico funciona com 100% da capacidade após selo do Serviço de Inspeção Estadual

Localizado na Estrada da Areia Branca, em Porto Velho, o frigorifico com capacidade de 150 abates por dia é o mais novo empreendimento a conquistar o selo do Serviço de inspeção estadual em Rondônia. Para o Estado, segundo o gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Gipoa) da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Aurélio Moitinho, isso representa a garantia de que chegará à mesa do rondoniense uma alimentação de qualidade, além de fomentar a economia.

O empreendimento existe desde 2002, mas apenas comercializava dentro do município. Agora com selo e do Serviço de Inspeção Estadual está apto a vender para todo o Estado. Além de permitir que o abate também seja feito aos sábados e a desossa todos os dias da semana devido à disponibilização de funcionários estaduais por um período de tempo maior que o municipal. De acordo com o empresário Marcos Lacerda, o frigorífico gera 130 empregos diretos e abrirá mais 40 vagas inicialmente para as atividades de desossa e para a produção dos charques.

‘‘Desde que passamos a ter o selo do Serviço de Inspeção Estadual já abrimos vagas para 30 colaboradores e com a entrada da fabricação de charque vamos abrir mais vagas. Estamos girando a economia. Estão falando em crise, mas graças a Deus, com condições de trabalho a gente consegue superar. Isso com muito esforço, dedicação e apoio do Estado porque sem o apoio do Estado o empresário não consegue avançar’’, considera Marcos Lacerda.

Marcos é do Paraná e chegou ao estado na década de 80. Aqui ele disse que encontrou as oportunidades e condições para o negócio. No início o frigorífico abatia 20 cabeças de gado por dia. Foi o primeiro frigorífico municipal a ter desossa. Ultimamente funcionava com 70% da capacidade, abatendo entre 80 a 100 cabeças diariamente. Há poucos dias com o selo estadual, Marcos já aponta as vantagens. ‘‘Estamos trabalhando com 100% da capacidade’’.

A realidade agora é outra e as expectativas são as melhores possíveis. ‘‘Nós implantamos um controle de qualidade na empresa. Hoje a nossa carne desossada já tem aprovado em laboratório 75 dias de prazo de validade. Temos abate, desossa, e vamos produzir charques e a qualidade é importante. A exigência do Serviço de Inspeção Estadual é um benefício para a empresa porque essa qualidade será cobrada pelo consumidor. Quero agradecer por todo apoio da administração estadual que deu todo o apoio, se dedicou e não mediu esforços para nos atender’’, disse o empresário.

Marcos defende ainda que Rondônia é mesmo uma terra de oportunidades. ‘‘Somos uma empresa regional e queremos crescer junto com o Estado. Não nasci em Rondônia, cheguei com 12 anos, mas me sinto rondoniense, meus filhos são rondonienses e eu sou um empreendedor, sempre quero crescer e gerar emprego. Aqui nunca faltou trabalho, sempre tive oportunidades. É um estado acolhedor e que apoia quem gosta de trabalhar’’, garante Marcos.

 

A empresa gera 130 empregos diretos e deve abrir mais 40 vagas agora que pode comercializar para todo o Estado

SAÚDE PÚBLICA

Segundo o gerente do Gipoa, um empreendimento para receber o selo estadual precisa obedecer tanto as leis municipais como estaduais e federais, inclusive em relação às conformidades ambientais. No frigorífico de Marcos, por exemplo, até a água utilizada para as atividades do estabelecimento passa por tratamento e é reaproveitada para irrigação do pasto e do jardim.

‘‘Fazemos várias verificações quanto ao local, terreno, planta; o fluxo que os produtos vão seguir dentro do estabelecimento; como esses produtos serão manipulados. Toda a parte estrutural e operacional. É um processo longo e trabalhoso, pois tem que garantir a qualidade desse produto para a população’’, disse o gerente.

Frigoríficos e laticínios são os setores que mais têm procurado pelo Serviço de Inspeção Estadual. Segundo o levantamento do Gipoa, de 2011 até hoje, o Estado habilitou 44 empreendimentos que estão aptos para comercialização em todos os municípios rondonienses.

Uma cadeia produtiva que tem recebido atenção especial do Estado. ‘‘Desde a fundação do Estado a gente nunca teve um governo que se preocupou tanto não só com a questão de produzir alimento, mas de entregar o alimento para a população que não vá gerar risco para a saúde pública’’, considera o gerente.

Ainda de acordo com Aurélio, durante a gestão Confúcio Moura foram criadas iniciativas para fortalecer a qualidade da produção rondoniense assim como apoio para os empreendimentos avançarem.

‘‘Nós tivemos a criação da lei de inspeção que regulamenta como todos os empreendimentos vão funcionar, todas as regras a serem seguidas. Também foi criada a Gerência Inspeção que dá autonomia para o funcionamento do Serviço de Inspeção Estadual. Além de aumentar o corpo técnico para fazer as atividades e houve a padronização dos procedimentos e dos documentos para o abate’’, explica Aurélio.

Antes, o serviço contava apenas dois veterinários e dois assistentes administrativos. Agora são quatro veterinários e três assistentes administrativos. Segundo o gerente, um novo veterinário e mais três estagiários devem somar com o serviço em breve. ‘‘Mas também temos um serviço descentralizado, o que antes não tinha.  Temos profissionais, por exemplo, no município de Cacoal, Vilhena e Rolim de Moura’’, afirma o gerente.  Esforços que tem levado o Estado a sobressair no cenário econômico brasileiro.

Fonte
Texto: Vanessa Moura
Fotos: Jeferson Mota
Secom - Governo de Rondônia

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Confúcio defende regularização de terras urbanas e rurais no país
A cobrança se deu pelo motivo da suspensão de todos os projetos de atribuição de terras no Brasil, devido às modificações da estrutura, dispostas pelo governo......


Mutirão para renovação de licenças ambientais é anunciado em Rondônia
O anúncio ocorreu durante a realização do 4º Dia de Campo da Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (ACRIPAR) ...


Deputado Geraldo da Rondônia acompanha dia de abate inspecionado no frigorifico Dallas
Com produção paralisada desde o mês de janeiro, o frigorífico que tem a supervisão técnica da médica veterinária, Daniela Amorim......


Produção de peixe é incentivada pelo Sebrae
O Sebrae fomenta a cadeia produtiva do peixe, em especial, os pequenos negócios que podem ser fortalecidos, promovendo eventos, capacitando a mão de obra...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News