Rondônia, - 20:57

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícias
Laudo do IML aponta que detentos não foram torturados em presídio de Redenção, no Pará
Exame de corpo de delito contraria denúncia realizada pela OAB. De acordo com IML, laudos serão encaminhados para a Polícia Civil.
Publicado Quarta-Feira, 21 de Outubro de 2020, às 07:59 | Fonte G1 Pará 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Agência Pará

Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que detentos custodiados no Centro de Recuperação Regional de Redenção (CRRR), no sudeste do Pará, não foram vítimas de tortura no cárcere. O laudo do IML contraria uma denúncia da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que alegou maus-tratos aos custodiados.

Após a divulgação dos laudos, o G1 entrou em contato com OAB solicitando um posicionamento, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

O laudo do IML, divulgado na última sexta-feira (16), foi realizado após a OAB receber denúncias de que detentos estavam sendo torturados por servidores do presídio. Segundo a OAB, quatro dos 15 presos que teriam sido torturados já prestaram depoimento para a Polícia Civil.

A denúncia da OAB expõe relatos de agressões dos detentos que vieram de Belém, que foram os mesmos acusados de participarem da rebelião que ocorreu ano passado em Redenção. Segundo a OAB, os presos foram recebidos com agressões pelos agentes, que teriam usado algemas e cassetetes.

No entanto, de acordo com o IML, não houve sinais de maus-tratos e tortura aos detentos. Em nota publicada nesta terça (20), o IML também informou que resultados dos exames serão repassados diretamente pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) à Polícia Civil, para a devida apuração da denúncia.

Ainda segundo o IML, para a realização dos exames de corpo de delito, ocorreu uma operação de escolta que durou dois dias. Os internos envolvidos foram transferidos para Belém, já que não há unidade do IML em Redenção. Todo o trajeto foi acompanhado pelo Comando de Operações Penitenciárias, diretorias de Execução Criminal e Administração Penitenciária da Seap, e ainda pelo corpo técnico de saúde. Todo o percurso também foi registrado e fotografado.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) também informou que repudia qualquer ato de maus-tratos aos custodiados.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Samu de Cruzeiro do Sul lança campanha Natal Sem Fome
Com o objetivo de oferecer apoio a centenas de famílias carentes de Cruzeiro do Sul, da zona urbana e rural......


Lei Aldir Blanc: Governo do Amapá lança editais com fomento de mais de R$ 10 milhões para cultura
A execução dos editais é coordenada pela Secult e as inscrições, que iniciaram no dia 28 de novembro, seguem até o dia 11 de dezembro. ...


Contran estabelece novo cronograma de renovação da Carteira Nacional de Habilitação
O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) faz uma alerta aos condutores de veículos para que fiquem atentos ao prazo de vencimento de sua Carteira......


Polícia Militar inicia seminário de planejamento estratégico do triênio
Dinamizar ações. Estabelecer Metas. Planejar o futuro. Com tais objetivos, a Polícia Militar do Acre......

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE