Rondônia, - 05:32

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícias
Justiça proíbe corte de energia em prédios de segurança pública mesmo com dívida milionária do governo de RR
Conforme a decisão judicial, o desabastecimento de energia em serviços públicos essenciais traz ''riscos à coletividade''.
Publicado Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, às 08:10 | Fonte G1 Roraima 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

TJRR/Divulgação

A empresa Roraima Energia foi proibida pela Justiça de cortar o fornecimento de energia dos prédios que pertencem a Segurança Pública do estado.

O governo tem uma dívida de R$ 739 milhões com a empresa. Conforme a decisão judicial, o total de R$ 187.301,31 é referente a prédios da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

A liminar foi dada pelo juiz da 2 Vara Da Fazenda Pública, Alberto de Morais Júnior, no último dia 16. Uma das justificativas para a proibição de corte é que serviços essenciais, como delegacias de polícia, devem manter atendimentos à população.

"É incabível a suspensão de serviços públicos em caso de inadimplência de Pessoa Jurídica de Direito Público, em virtude da essencialidade de tais serviços e do risco de ocorrência de prejuízos à coletividade", diz trecho do documento.

Em nota, o governo do estado afirmou que "não comenta decisão judicial" e que a dívida com a Roraima Energia está sendo negociada.

Procurada, a Roraima Energia ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Dívidas milionárias


Conforme o governo, a Roraima Energia também possui uma dívida com estado. Em 2019, a empresa comprou a Companhia Energética de Roraima (CERR) por R$ 297 milhões e ainda não pagou o valor.

"A concessionária não pagou esse valor e o governo estadual só vai pagar o que deve quando a Roraima Energia também quitar sua dívida", diz trecho de nota enviada pelo governo.

O governo disse, ainda, que pretende pagar o valor total da dívida sem "sem cobrança de juros e encargos, visto que o débito representa dívidas herdadas de governos anteriores".

Do total da dívida, o valor de R$ 81,5 milhões é referente ao período de janeiro de 2019 a agosto de 2020, que compreende o governo de Antonio Denarium (sem partido).

De acordo com a Roraima Energia, o risco de desabastecimento no estado "fica afastado" quando a negociação da dívida for concluída.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Laudo do IML aponta que detentos não foram torturados em presídio de Redenção, no Pará
Exame de corpo de delito contraria denúncia realizada pela OAB. De acordo com IML, laudos serão encaminhados para a Polícia Civil. ...


Nova Seccional da Sacramenta está com 95% das obras concluídas
Com 800 metros quadrados de área construída e uma nova estrutura......


Eleições 2020: agenda dos candidatos a prefeito de Belém nesta quarta (21)
Desde o dia 27 de setembro, candidatos estão liberados para atos de campanha, como a realização de comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda pela internet. ...


Coruja 'Olívia' é a mais nova atração do Parque Zoobotânico Mangal das Garças
O Parque Zoobotânico Mangal das Garças, administrado pela Organização Social Pará 2000......

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE