Rondônia, - 09:13

 

Você está no caderno - Porto Velho
Cheia do Madeira
Cheia do Madeira atinge 70 famílias ribeirinhas em Porto Velho; rio segue em cota de alerta
Moradores da comunidade Mutuns dependem do transporte fluvial. Defesa Civil vai visitar áreas afetadas na manhã sexta-feira (14).
Publicado Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, às 09:54 | Fonte G1 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Moradores de comunidade ribeirinha só conseguem trafegar via transporte fluvial. — Foto: Arquivo pessoal

 

Cerca de 70 famílias do Baixo Madeira são atingidas diretamente com a cheia do rio Madeira. A comunidade de Mutuns, por exemplo, depende no momento do transporte fluvial. Comunidades como Pau D’arco e Bom Jardim também foram afetadas.

Na manhã desta quinta-feira (13), o nível das águas do rio ultrapassou os 15 metros, conforme a Defesa Civil. O Madeira alcançou a cota de alerta (de 15 metros) na última quarta-feira (12), segundo informações do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira. Esta é a primeira vez no ano que o nível do rio atinge a marca.

Equipes da Defesa Civil se deslocarão aos locais na manhã de sexta-feira (14), que ficam a quase 100 quilômetros do perímetro urbano de Porto Velho. Ainda não se sabe se as águas já atingiram as casas, mas o órgão já faz um levantamento prévio para saber se há famílias desabrigadas e desalojadas.

"A princípio vamos levar o hipoclorito para deixar as águas de poço livre para consumo humano. É temporário. A aguá potável está sendo providenciada", explicou o coordenador da Defesa Civil em Porto Velho, Rogério Félix.

Segundo Rogério, o Município está providenciando os kits comunitários. "Nós já tínhamos conhecimento da situação, que aconteceu da última semana para cá por causa da elevação do rio, que foi bem rápida de quatro a cinco dias para cá. Realmente são as primeiras comunidades que são atingidas diretamente pela cheia", disse.

 

Defesa Civil informou que visitará localidade na manhã de sexta-feira (14).  — Foto: Arquivo pessoal

Defesa Civil informou que visitará localidade na manhã de sexta-feira (14). — Foto: Arquivo pessoal

 

Cheias históricas

Quando registrou a cheia histórica, em 2014, o nível do rio Madeira atingiu mais de 19 metros. Milhares de pessoas foram retiradas de casa.

Outro ápice do nível do rio foi em 9 de abril de 2007, quando o Madeira chegou a 17,52 metros. Na época, a enchente invadiu bairros, distritos e afetou cerca de 1,6 mil famílias somente em Porto Velho.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Porto Velho


Professora Marcele Regina vence as eleições para Reitora da Unir
Ela obteve 48,83% dos votos válidos, ficando bem a frente do segundo colocado, Marcelo Vergotti, que obteve 31,76% da votação... ...


Confúcio ' rasga a foto' de Bolsonaro
O senador acha que não se pode desviar o foco de duro combate à doença e, pelas atitudes do Presidente da República, Confúcio, como se diz no popular, “rasgou a fotografia” do Presidente ...


Moradores são vacinados durante campanha na comunidade.
Além das doses de rotina e de sarampo, foram aplicadas proteção contra a Influenza A (H1N1 e H2N3) e B que restou da campanha contra gripe ...


UPAS Sul e Leste atenderam mais de 35 mil pacientes nos últimos 3 meses
Pacientes com Covid-19 foram maioria na UPA Sul enquanto a UPA Leste atendeu mais outros tipos de doenças ...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE