Rondônia, - 14:39

 

Você está no caderno - Porto Velho
Porto Velho
Ceplac ensina técnicas de enxertia de cacaueiros a reeducandos e produtores de Porto Velho
O compromisso de cooperação entre apenados e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) dá mais um passo a partir...
Publicado Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2020, às 17:47 | Fonte Governo do Estado de Rondônia 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Foto: Divulgação

Apenado coloca água em cacaueiros na unidade demonstrativa da Fazenda Futuro

O compromisso de cooperação entre apenados e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) dá mais um passo a partir desta terça-feira (28), com o treinamento em enxertia de cacaueiros com clones de alta produtividade na Fazenda Futuro.

No ano passado, a Ceplac distribuiu mais de um milhão de sementes para a produção de mudas; alguns produtores distribuíram volume semelhante.

O treinamento é fruto do acordo de cooperação entre a as Secretarias de Estado da Agricultura (Seagri) e Justiça (Sejus), e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater). Cabe à Emate promover a difusão tecnológica nos 52 municípios de Rondônia.

Estima-se que até às 17h do próximo dia 29, quarta-feira, a unidade demonstrativa da Fazenda Futuro tenha prontos três mil porta-enxertos. A unidade concluiu pouco mais de 20 mil mudas até agora. Elas serão entregues à Sejus e à Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric) de Porto Velho.

Nesse treinamento, reeducandos e produtores do município de Porto Velho e entorno aprenderão três aspectos essenciais ao êxito do trabalho nessa unidade: condução, formação e manutenção de lavouras.

São esperados 30 a 40 participantes. A demanda é muito latente, explica o coordenador da Ceplac no estado, João Batista Nogueira: “Muitos extensionistas estão se aposentando, e uma grande lacuna se abre, por isso, o momento exige apoio para o direcionamento e orientação de produtores rurais e reeducando; estes poderão contribuir muito para o êxito do empreendimento rural”, assinala.

Oito técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) também participarão da assistência técnica à mão de obra apenada.

 

“O objetivo maior do treinamento é dar sustentabilidade à cacauicultura rondoniense. Atualmente, a produtividade média no estado é de 710 quilos por hectare”, informa o coordenador de pesquisa, assistência técnica e extensão rural da Ceplac em Rondônia, Amarildo Pinheiro Virgulino.

 

Mudas de cacau de qualidade são atualmente vendidos por particulares até a R$ 7 cada uma.

Em outubro de 2019, totalizava 8.100 toneladas a produção cacaueira rondoniense, conforme dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As áreas produtoras se concentram nas regiões de Ariquemes, Cacoal, Jaru e Colorado do Oeste.

“Já existe a diversificação da produção cacaueira, juntamente com lavouras de café”, informa Amarildo Virgulino.

A Emater está incentivando produtores a substituir 12 mil hectares de cacaueiros plantados no estado por plantas originárias de clones altamente produtivos, trazidos da Bahia.

Conforme ele explica, o cacau exige ambiente com equilíbrio biológico, pois fora dele, as plantas estão sujeitas ao ataque de pragas, entre as quais a Moniliophtora perniciosa, fungo pertencente à ordem Agaricales, conhecido anteriormente por Crinipellis perniciosa [vassoura de bruxa].

Essa doença que afeta os tecidos jovens dos cacaueiros, levando à sua perda de produtividade e originando prejuízos econômicos.

Atualmente, os principais compradores do cacau rondoniense são a Barry Callebaut [uma das maiores processadoras de cacau do mundo] em Ilhéus (BA), a Cargill do Pará e a Indeca, de São Paulo. Cerealistas regionais também compram parte da safra.

A ampliação do viveiro da Sejus na Fazenda Futuro receberá R$ 200 mil provenientes de emenda parlamentar do senador Acyr Gurgacz, de Rondônia, com o compromisso de atender à rotatividade de lavouras em pequenas propriedades.

PROGRAMAÇÃO
Terça-feira, 28:
8h – Recepção aos participantes e convidados
8h30 – Ações teóricas e práticas sobe enxertia de cacaueiros, com explicações dos extensionistas Francisco Tarcísio Lisboa e Valdir Antônio Venturine
10h10 – Intervalo
10h25 – Continuação do treinamento
12h – Almoço
Das 14h às 17h–  Mesma programação e encerramento

Quarta-feira, 29:
Mesma programação e mesmos horários





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Porto Velho


Justiça Eleitoral julga improcedente ação de cassação contra o prefeito de Candeias
Justiça julga improcedente ação de cassação do prefeito de Candeias do Jamari ...


Sedam inaugura base administrativa na reserva extrativista Rio Cautário
O governo de Rondônia, por meio Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), inaugurou, no último dia 10,.....


Mulher sem mãos e pernas diz que teve benefício negado pelo INSS por não poder assinar papel
Ex-sinaleira afirma que fez três pedidos no INSS em Porto Velho desde dezembro de 2018, mas que todos foram negados. Instituto nega ter rejeitado benefício por falta de assinatura...


Chuva destrói bueiro e abre buraco de 35m em trecho de estrada rural de Cacaulândia, RO
Estrada, que está interditada, é a principal via de ligação entre a cidade e um distrito de Governador Jorge Teixeira. DER diz trabalhar na recuperação...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE