Rondônia, - 07:05

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
PM maltês vai continuar no cargo até investigação sobre morte de jornalista estar concluída
Garantia do primeiro-ministro maltês surge três dias depois de ter admitido que também poderia demitir-se caso se apurasse algum tipo de relação entre si e o assassínio do jornalista Daphne Caruana Galizia, em 2017
Publicado Sexta-Feira, 29 de Novembro de 2019, às 10:53 | Fonte LILIANA COELHO 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

GETTY IMAGES

Depois de três demissões esta semana na sua equipa, o primeiro-ministro de Malta Joseph Muscat garantiu que vai continuar no cargo até a investigação sobre o homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia, em 2017, estar concluída.

“Continuarei em funções até a investigação estar concluída. É esse o meu dever”, declarou o governante, três dias depois de ter admitido que também poderia demitir-se caso se apurasse algum tipo de relação entre si e o assassínio do jornalista.

O anúncio foi feito durante a madrugada desta sexta-feira após uma reunião de emergência com os membros do seu gabinete que se prolongou pela noite fora para discutir se se devia dar um indulto a um empresário que foi detido na semana passada por suspeitas de ser o autor moral do homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia.

Foi decidido, por unanimidade, que não será dado um perdão presidencial ao empresário Yorgen Fenech, que tinha apelado a um indulto comprometendo-se a dar mais informações sobre alegados cúmplices no crime. “Deixei a decisão final com os meus colegas, que decidiram que não seria apropriado dar o indulto”, declarou o primeiro-ministro maltês no final da reunião.

Em plena crise política, demitiram-se na terça-feira o chefe de gabinete do primeiro-ministro maltês assim como o ministro do Turismo, Conrad Mizzi e o ministro da Economia, Chris Cardona.

Daphne Caruana Galizia, de 53 anos, era uma conhecida jornalista que investigava casos de corrupção que envolviam políticos e empresários em Malta. Morreu em outubro de 2017 após terem sido colocados explosivos no seu automóvel.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


75 anos da libertação de Auschwitz: Ser indiferente é ser cúmplice
Jerusalém acolheu o maior encontro diplomático e político desde a cria­ção do Estado judaico, em 1948. No “Yad Vashem — Memorial do Holocausto”, juntaram-se 49......


Trump diz-se honrado por ser o primeiro presidente dos EUA em marcha antiaborto
''As crianças por nascer nunca tiveram um defensor tão acérrimo na Casa Branca'', afirmou Donald Trump na concentração anual antiaborto, onde criticou os democratas...


Vírus: Austrália e Malásia anunciam primeiro caso de coronavírus
A Austrália e a Malásia anunciaram este sábado que detetaram os primeiros casos de uma pessoaa infetadaa com o novo coronavírus Chinês em cada um dos países...


Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia
A senadora Jeanine Áñez, que preside a Bolívia interinamente desde a renúncia de Evo Morales, anunciou nesta sexta-feira, 24,.....

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE