Rondônia, - 03:25

 

Você está no caderno - Porto Velho
Porto Velho
Falta de infraestrutura e regularização fundiária impedem desenvolvimento de Rondônia
“Não precisamos derrubar uma única árvore para dobrar a nossa produção de grãos, da pecuária e da agricultura familiar. O que falta é a regularização fundiária e a recuperação das áreas degradadas”
Publicado Sábado, 10 de Agosto de 2019, às 09:47 | Fonte Tudo Rondonia 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Divulgação / Internet

Ao destacar o churrasco de tambaqui feito esta semana na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em pronunciamento no plenário do Senado, nesta sexta-feira, 09, o senador Acir Gurgacz usou o exemplo da piscicultura para afirmar que é possível produzir de forma sustentável na Amazônia.

Acir destacou que dentre os fatores que ajudaram a impulsionar o crescimento da piscicultura em Rondônia está o licenciamento ambiental, que nestes últimos 10 anos vem sendo realizado cada vez de forma mais simplificada, sem perder o rigor na concessão e fiscalização da atividade. Para Acir, essa questão e os constantes investimentos em pesquisa, ajudaram a alavancar a produção de tambaqui no estado, que saltou de 15 mil toneladas de peixe/ano em 2008 para 89 mil toneladas em 2018. A previsão é que em 2019 sejam produzidas 100 mil toneladas.

O senador disse que o setor e poder público continuam trabalhando para que a cadeia produtiva do pescado possa se expandir cada vez mais, abrindo novos mercados. Ele apontou dois grandes desafios para que esse crescimento ocorra: a melhoria na infraestrutura para o escoamento da produção e a regularização fundiária.

BR 364 e 319 - Acir voltou a alertar as autoridades que é necessário investimento nas BRs 319 e 364. Sem as obras nestas duas rodovias, muitos produtores ficam prejudicados quando precisam escoar sua produção e alcançar novos mercados.

“Temos condições de expandir a comercialização tanto para o Norte como para o Sul, mas as duas rodovias estratégicas para o escoamento de nossa produção, que são as BR - 319 e 364, precisam de melhorias”, disse Gurgacz, completando que é para acessar o mercado de Manaus - formado por cerca de 2,5 milhões de consumidores -, com os produtos hortifrutigranjeiros de Rondônia, que insiste tanto na repavimentação da BR-319.

Regularização fundiária – Acir voltou a solicitar providências mais céleres sobre a regularização fundiária nos nove Estados da Amazônia Legal, que corresponde a 61% do território brasileiro.

O senador destacou que Rondônia tem 8 milhões de hectares de área produtiva e pelo menos outros 8 milhões de áreas já transformadas, mas que estão degradadas e precisam ser recuperadas para voltar a produzir com alto rendimento.

“Não precisamos derrubar uma única árvore para dobrar a nossa produção de grãos, da pecuária e da agricultura familiar. O que falta é a regularização fundiária e a recuperação das áreas degradadas”, finalizou 

Assessoria 
 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Porto Velho


Acidente em Itapuã envolve caminhonete da prefeitura de Cacoal
Na manhã desta quinta-feira, 15, um acidente no quilômetro 610 da BR 364, entre Itapuã do Oeste e Porto Velho envolveu um veículo Gol,.. ...


Semusb realiza limpeza de vias e revitalização de praças
A programação iniciou pela Estrada de Santo Antônio, incluindo as laterais e a ciclovia ...


PRF realiza Operação Festival do Açaí 2019.
Sem acidentes ou criminalidades vinculados às festividades de Feijó (AC), os objetivos da Operação foram alcançados. ...


Queimada gera dificuldade na visibilidade dos motoristas
Conforme o Corpo de Bombeiros, nos últimos dias, foi registrado um aumento de 50% na quantidade de incêndios em Ji-Paraná Na manhã.. ...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE