Rondônia, - 15:33

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Bruxelas incrédula com escândalo político mas confiante na democracia austríaca
“Temos plena confiança nos austríacos e nas instituições democráticas da Áustria para reparar esta situação”, declarou o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas
Publicado Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019, às 09:19 | Fonte Expresso 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

OLIVIER HOSLET/EPA


A Comissão Europeia assumiu esta segunda-feira a sua incredulidade perante o escândalo que levou à demissão do vice-chanceler da Áustria e líder da extrema-direita, Heinz-Christian Strache, mas sublinhou a sua confiança nas instituições democráticas austríacas.

"Observámos com incredulidade um líder de um partido político negociar o acesso a meios de comunicação e instituições em troca de fundos de benfeitores externos, que claramente não têm em consideração o melhor interesse da União Europeia. Não sentimos que um comentário da nossa parte seja necessário.

Temos plena confiança nos austríacos e nas instituições democráticas da Áustria para reparar esta situação", declarou o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas.

Heinz-Christian Strache pediu no sábado a sua demissão do cargo de vice-chanceler depois da revelação de um vídeo que mostrava ligações comprometedoras com a Rússia, envolvendo a adjudicação de contratos públicos em troca de apoio financeiro.

O líder do Partido da Liberdade da Áustria (FPÖ) foi gravado a prometer a uma suposta sobrinha de um milionário russo a adjudicação de contratos públicos em troca de apoio financeiro, noticiou a imprensa.

Segundo informações divulgadas na sexta-feira por dois jornais alemães, o vice-chanceler demissionário foi filmado, por uma câmara oculta, a conversar com uma mulher, alguns meses antes das eleições legislativas austríacas de 2017, sobre a possibilidade de um apoio financeiro e mediático ao FPÖ em troca da adjudicação de contratos públicos.

Os títulos alemães Süddeutsche Zeitung e Der Spiegel referiram que Heinz-Christian Strache se encontrou com esta mulher por acreditar que esta teria ligações a um oligarca russo influente.

Milhares de austríacos concentraram-se no sábado junto à Chancelaria Federal para exigir eleições antecipadas e ao final do dia o primeiro-ministro, Sebastian Kurz, anunciou a realização de legislativas antecipadas na Áustria após a rutura da coligação entre conservadores e extrema-direita devido ao escândalo.

No domingo, o Presidente da Áustria, Alexander Van der Bellen, convocou para setembro as legislativas antecipadas.

Heinz-Christian Strache, líder do Partido da Liberdade da Áustria (FPÖ) de extrema-direita, formou Governo com o chanceler conservador Sebastian Kurz em dezembro de 2017.

O escândalo acontece a poucos dias das eleições europeias, que se realizam a 26 de maio

O FPÖ é provavelmente o mais antigo partido de extrema-direita nacionalista da União Europeia, fundado em 1956 por um antigo oficial das SS e declaradamente nacionalista, conservador e eurocético.

De acordo com as mais recentes projeções para as eleições europeias, o FPÖ registava 23,5% das intenções de voto, o que poderá representar a eleição de cinco eurodeputados.

A Áustria elege 18 dos 751 deputados do Parlamento Europeu.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Sobrevivente de Columbine encontrado morto. “Ele quis ajudar os outros, mas perdeu a batalha contra a sua própria doença”
Austin Eubanks tinha 37 anos e dedicara parte da sua vida a alertar para os perigos do consumo de drogas, depois de ele próprio ter ficado dependente de sedativos e medicamentos que lhe foram prescritos para aliviar as dores...


Polícia retira ativistas da embaixada da Venezuela em Washington
Os últimos quatro ativistas pró-Nicolás Maduro que permaneciam na embaixada da Venezuela em Washington foram retirados do local pela polícia nesta quinta-feira (16), encerrando um inédito conflito em relação à ocupação da sede diplomática que durou...


Anestesista é indiciado por suspeita de envenenar 24 pacientes no leste da França
O anestesista francês Frédéric Péchier, 47 anos, foi indiciado nesta quinta-feira (16) pelo envenenamento de mais 17 pacientes vulneráveis....


Dívidas ocultas: governo de Moçambique diz respeitar decisões sobre extradição de ex-ministro
O ministro da Justiça sul-africano anunciou que face aos pedidos de extradição dos EUA e Moçambique, optou pelo país de origem de Chang. José Pacheco disse que o governo respeita qualquer decisão....

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE