Rondônia, - 22:06

 

Você está no caderno - Notícias da Justiça e do Direito
notícias da justiça e do direito
MPF credencia entidades filantrópicas do AM a serem beneficiadas por acordos de não persecução penal
Os acordos de não persecução penal permitem que o MPF e o investigado estipulem, mediante negociação, condições a serem cumpridas pelo investigado, nos casos em que foram cometidos crimes com pena mínima inferior...
Publicado Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, às 09:37 | Fonte da Redação 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas divulgou edital para habilitação de entidades filantrópicas interessadas em figurar como beneficiárias em acordos de não persecução penal firmados pelo MPF no estado. As condições para habilitação foram apresentadas pelo procurador-chefe do MPF no Amazonas, Edmilson Barreiros, a representantes de 13 entidades sem fins lucrativos durante reunião realizada ontem (9), no prédio anexo do órgão, em Manaus.

Os acordos de não persecução penal permitem que o MPF e o investigado estipulem, mediante negociação, condições a serem cumpridas pelo investigado, nos casos em que foram cometidos crimes com pena mínima inferior a quatro anos. Isso garante maior celeridade e eficiência na resposta a crimes dessa natureza e ainda proporciona mais economia aos cofres públicos.

São consideradas entidades filantrópicas sem fins lucrativos, para o credenciamento junto ao MPF, as entidades públicas ou privadas com finalidade social, previamente conveniada, ou para atividades de caráter essencial à segurança pública, educação e saúde, desde que estas atendam às áreas vitais de relevante cunho social.

Documentação necessária – O prazo para credenciamento segue até 31 de janeiro. Podem ser credenciadas as entidades formalmente constituídas, que não possuam fins lucrativos e possuam conta bancária em instituição financeira regular. Para habilitação, devem apresentar cópia do comprovante de inscrição no CNPJ; cópia do estatuto social ou de outro ato constitutivo da entidade, registrado em cartório; cópia de ata de posse da diretoria atual, registrada em cartório; e informação dos dados bancários.

O credenciamento para habilitação deve ser feito por representante legal da entidade, que deverá apresentar documento oficial de identidade e procuração. Os documentos de habilitação e credenciamento devem ser entregues na sede da Procuradoria da República no Amazonas (PR/AM), na avenida André Araújo, 358, Adrianópolis, endereçados ao gabinete do procurador-chefe, de 9h às 16h.

Mais informações podem ser encontradas no Edital nº 001/2019, publicado na edição desta quinta-feira (10) do Diário Eletrônico do MPF. Dúvidas podem ser esclarecidas por meio do número (92) 2129-4658.

Assessoria de Comunicação
Procuradoria da República no Amazonas





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Justiça e do Direito


Expansão do Projeto Apadrinhando uma História chega às comarcas do Cone Sul de RO
A segunda fase de expansão do Projeto Apadrinhando uma História está em andamento desde segunda (6)....


Profaz é apresentado em reunião sobre o turismo no Estado de Rondônia
O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO) participou na última quinta-feira (30), no Palácio Rio Madeira, da 1ª reunião da política federal do Ministério do Turismo em relação às Instâncias de Governanças Regionais (IGRs) nos municípios que fazem par...


TCE-RO disponibiliza ferramenta eletrônica que facilita pesquisa de suas ementas
Gestores, servidores públicos, comunidade jurídica e demais interessados que precisam consultar decisões do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) já podem contar com um novo mecanismo, cujo objetivo é facilitar a busca pela peça escolhida....


MP obtém condenação de vereador pela prática de nepotismo em São Miguel do Guaporé
O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel do Guaporé, obteve junto ao Poder Judiciário rondoniense a condenação do vereador Marco Antônio Ferreira, em ação de improbidade administrativa, pela prátic...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE