Rondônia, - 11:12

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Indígenas de Juruá temem violência da população
Indígenas de Juruá temem violência da população
Os indígenas estão sendo forçados a permanecerem em suas casas, impedidos de sair para trabalhar temendo sofrer agressões por parte de populares.
Publicado Segunda-Feira, 3 de Setembro de 2018, às 06:15 | Fonte Amazonia.org.br 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=353474&codDep=38" data-text="Indígenas de Juruá temem violência da população
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Divulgação - Internet

 

“Estamos aflitos, sem saber o que fazer”. Assim relatou Sorivan Madija kulina ao informar sobre o clima tenso na cidade de Juruá (localizada a 672 quilômetros em linha reta de Manaus, a capital do Estado do Amazonas). Desde a segunda-feira passada têm acontecido manifestações da população daquela cidade contra a presença dos indígenas após a ocorrência de um crime supostamente cometido por dois Madija Kulina.

A vítima se chamava Moisés Lima, de aproximadamente 60 anos. O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira, 27, depois de um busca feita por familiares e amigos nas proximidades do Sacado do Planeta. A suspeita do homicídio recai sobre Turosso Madija Kulina, da aldeia Beiradão e Dimodo Madija Kulina, da Aldeia Mapiranga.

Na tarde da última terca-feira, 28, uma criança de dez anos e outra de 12 anos que supostamente estavam na companhia dos acusados teriam sido levadas ao Batalhão de Polícia Militar para depor sem a companhia dos responsáveis ou do Conselho Tutelar. Na madruga desta quarta-feira integrantes do Grupamento de Polícia Militar se deslocaram para a aldeia em busca dos acusados.

Os indígenas estão sendo forçados a permanecerem em suas casas, impedidos de sair para trabalhar temendo sofrer agressões por parte de populares.

Os Madija Kulina da região do rio Juruá tem sido alvo de preconceito por moradores das cidades. Em fevereiro de 2014 uma portaria assinada pelo juiz estadual Leoney Figliuolo Harraquian, da Comarca de Eirunepé (AM), proibia a venda de bebidas alcoólicas a indígenas e restringia a permanência deles no prazo máximo de 48 horas na sede da cidade.

Em Juruá populares estão ameaçando fazer justiça com as próprias mãos, como informa o comandante do 10º Grupamento de Polícia Militar local, Tenente Ageu de Araújo. Em carta ao Batalhão de Polícia Militar sediado na cidade de Tefé, datada de 28/08/2018, ele destaca que não há representante da Fundação Nacional do Índio (Funai) naquela cidade e que teria comunicado à representação do órgão em outro município mas não obteve qualquer resposta.

O fato foi comunicado nesta quarta-feira, 29, ao Ministério Público Federal e Polícia Federal pela Coordenadora Técnica Local da Funai de Carauari, Ercília da Silva Vieira.

Os indígenas estão sendo forçados a permanecerem em suas casas, impedidos de sair para trabalhar temendo sofrer agressões por parte de populares. Na cidade de Juruá residem cerca de 30 famílias Madija Deni. A maioria morava nas aldeias da terra indígena Lago do Ualá, localizada naquele município.

 

 

Fonte: Cimi

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Antropólogo destaca conquistas de índios ticuna do Alto Solimões
João Pacheco de Oliveira, que participa do I Congresso Internacional sobre Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas, realiza trabalhos com etnia desde 1974...


Governo prepara MP como opção se leilão da Amazonas Energia fracassar
O governo federal estuda publicar, ainda esta semana, uma medida provisória (MP) autorizando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a escolher uma empresa do setor elétrico para administrar a distribuidora Amazonas Energia a partir de 1º de...


Exército e PF tiram 1.900 garimpeiros de terra ianomâmi
Operação em Roraima apreendeu veículos e 750 kg de ouro em três meses de atividade ...


Comunicadores indígenas contra as fake news
Em tempos de proliferação de notícias falsas via redes sociais e ameaças aos povos da floresta, Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro traça estratégia para narrar suas próprias histórias...

 
 
 

 

Ads Emro Noticias 1



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE