Rondônia, - 16:16

 

Você está no caderno - Artigos
O que veio primeiro: a prisão ou a justiça?
O que veio primeiro: a prisão ou a justiça?
Uma política de segurança O que veio primeiro: a prisão ou a justiça? Antes de um Poder Judiciário, ainda no século XVI, o Brasil..
Publicado Sábado, 25 de Agosto de 2018, às 22:56 | Fonte Carlos Sperança 0
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

 

Uma política de segurança

O que veio primeiro: a prisão ou a justiça? Antes de um Poder Judiciário, ainda no século XVI, o Brasil todo era uma prisão. Não é de surpreender, nesse caso, que um condenado tenha sido o primeiro rei do Brasil: O Caramuru, que dominou os nativos usando uma arma de fogo.

Como se o espírito de Caramuru revivesse, um prisioneiro (Lula) e um defensor de armas (Bolsonaro) lideram as pesquisas de intenção de voto no Brasil-prisão. O crime ficou tão mimetizado no país que Geddel Lima, alardeado inimigo da corrupção, foi apanhado com malas com dinheiro.

É compreensível que as autoridades policiais tracem diferenças entre as quadrilhas de piratas e os “ratos d’água” que agem na Amazônia. Há também que diferenciá-los de criminosos que possam desenvolver atividades terroristas e de falsos profissionais.

Uma política de segurança precisa ser inteligente. Superar a trivial e ineficaz repressão, comprovada, entre mortes e muita bala perdida, na frustrante intervenção militar no Rio de Janeiro.

Repudiada pelos militares, que recusam a instigação das vivandeiras e não querem continuá-la depois de dezembro, ela também desilude os civis, que não vêem soluções advindas de mais violência. O País precisa decidir se volta aos tempos de Caramuru ou inicia uma era de paz e concórdia.

……………………………………

Eleições 2018

As primeiras impressões sobre as eleições presidenciais dão conta de um previsível pleito em dois turnos com pelo menos quatro candidatos em condições de atingir a segunda etapa de acordo com as primeiras sondagens eleitorais: Jair Bolsonaro (PSL), Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e o provável candidato petista Haddad. Bolsonaro, ruim de gogó, esta caindo fora dos debates.

Em Rondônia

Já a eleição em Rondônia começa polarizada com Acir Gurgacz (PDT), Expedito Junior (PSDB) e Maurão de Carvalho (MDB). Ao todo são nove candidatos e os demais ainda não aparecem com boas pontuações, mas existe uma tendência enorme de Vinicius Miguel (Rede) crescer muito na capital.

Senado da República

Ao Senado em Rondônia, duas raposas felpudas, políticos profissionais com quase 40 anos de trecho, vão levando a melhor sobre os novos. Os ex-governadores Confúcio Moura e Valdir Raupp, o último disputando a reeleição, abrem a jornada ponteando. A vida deles é facilitada pelo racha dos candidatos da região central e pela falta de capilaridade de Aluizio Vidal no interior

Câmara dos Deputados

Os atuais federais vem com forte estrutura a reeleição, como Mariana Carvalho (PSDB), Marinha Raupp e Lucio Mosquini (MDB), Garçon (PRB), Expedito Neto (PSD), Luiz Claudio (PR) e Capixaba (PTB). Deles acredita-se que a metade caia do poleiro. Mauro Nazif (PSB), Leo Moraes (Podemos), Jaqueline Cassol (PP), Donadon e Silvia Cristina (PDT) são os predadores.

A maior renovação

Mas a tendência de maior renovação ocorre na peleja da Assembléia Legislativa de Rondônia. Surgiram nomes novos em vários quadrantes do estado em condições de levar a melhor sobre os representantes da atual legislatura, muitos, objeto de desgaste, pois legislaram como verdadeiras vacas de presépio. E na capital, já se sabe, o canibalismo já é grande.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Artigos


Escolas de samba começaram a marcar seus eventos
Depois que a prefeitura de Porto Velho divulgou a programação oficial do carnaval 2019, as escolas de samba se acordaram e começaram a.....


“Cautela e Canja de Galinha não fazem mal a ninguém”
Que Deus ilumine a mente do nosso governador eleito Coronel Marcos Rocha, para que consiga formar uma equipe de primeira, para ajudá-lo a.....


A Flor do maracujá está bombando
A festa folclórica do estado de Rondônia que está acontecendo na Cidade da Cultura, desde a última sexta feira 27, continua bombando......


Procurador da República expõe em artigo as mazelas das Usinas do Madeira
O julgamento das usinas traduziu um tribunal de exceção para um fato que, infelizmente, não foge à regra. Pelo menos não até agora. Quem sabe o cenário não começa a mudar a partir de janeiro de 2019? ...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE