Rondônia, - 21:34

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
M.R. foi chicoteado 80 vezes por ter bebido álcool há dez anos
Publicado Quinta-Feira, 12 de Julho de 2018, às 21:15 | Fonte Expresso 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350907&codDep=24" data-text="M.R. foi chicoteado 80 vezes por ter bebido álcool há dez anos
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

ATTA KENARE/ GETTY IMAGES

 

Só é identificado como M.R. Pouco mais se sabe daquele homem amarrado a uma àrvore no centro da praça de Niazmand, na cidade iraniana de Kashmar. Tem o peito encostado ao tronco, está preso com cordas e cintos. Não tem camisola vestida, as costas estão vermelhas, marcadas. O corpo contorcido de M.R. reage à dor do embate do chicote nas costas. E reagiu em 80 ocasiões, porque foi esta quantidade de vezes que o chicote lhe bateu no corpo. Estava a ser castigado num local público por, há dez anos, ter bebido álcool.

“As circunstâncias deste caso são absolutamente chocantes, representam mais um horroroso exemplo das prioridades distorcidas das autoridades iranianas. Ninguém, independentemente da sua idade, deve ser sujeito a flagelação; é difícil acreditar que uma criança foi condenada a 80 chicotadas por consumo de álcool”, disse Philip Luther, investigador e diretor executivo da Amnistia Internacional nas áreas do Médio Oriente e Norte de África em comunicado. “As autoridades iranianas recorrem com frequência a castigos corporais, incluindo em crianças, o que mostra desrespeito pelos direitos humanos. Têm de abolir imediatamente todas estas formas de castigo, que no Irão incluem amputar, cegar e chicotear.”

A punição foi executada esta terça-feira e agora denunciada pela Amnistia Internacional. Segundo a Procuradoria de Kashmar, citada pela organização não-governamental, M.R consumiu bebidas alcoólicas quando tinha 14 ou 15 anos e estava numa festa de casamento. Aconteceu no em 1385, segundo o calendário persa – ou seja entre março de 2006 e março de 2007 no calendário gregoriano. Durante a celebração em causa, houve uma discussão violenta que culminou na morte de um rapaz de 17 anos. As autoridades asseguram que M.R. não teve nada que ver com o homicídio e que a pena das 80 chicoteadas se justifica apenas pelo álcool.

Hoje, M.R. deve ter 24 ou 25 anos. E não foi ainda possível perceber porque as autoridades esperaram dez anos para executar a pena. “Estas são práticas que constituem uma violação da dignidade humana e que vão absolutamente contra a proibição de tortura e de outros tratamentos ou castigos degradantes prevista pela lei internacional”, defendeu o investigador. “É simplesmente inaceitável que as autoridades iranianas continuem a permitir tais castigos e a justificá-los em nome da proteção de princípios morais e religiosos.”

A lei islâmica que impera no Irão proíbe, por exemplo, que as mulheres andem em público sem hijab ou que se dance. Há menos de uma semana, uma série de pessoas com um número significativo de seguidores no Instagram foram detidas. Uma delas é Maedeh Hojabri. Tem 18 anos e limitou-se a publicar vídeos em que surge a dançar.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Realizador chinês quer recuperar os restos mortais de prisioneiros britânicos naufragados na China. A ideia não agrada a toda a gente
...


Dungay não conseguia respirar, mas não foi levado a sério. Polícias australianos respondem pela morte de um recluso aborígene
...


EUA. Detida uma mulher russa acusada de atuar ilegalmente como agente do Kremlin
...


Juiz suspende deportações de famílias de imigrantes nos Estados Unidos
...

 
 
 

 

Ads Emro Noticias 1


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE