Rondônia, - 20:20

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Fitch melhora perspetiva de evolução da economia de Angola de negativa para estável
Publicado Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, às 07:07 | Fonte Observador 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350865&codDep=24" data-text="Fitch melhora perspetiva de evolução da economia de Angola de negativa para estável
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

JUSTIN LANE/EPA

 

A agência de notação financeira Fitch melhorou a Perspetiva de Evolução da Economia de Angola de Negativa para Estável, mantendo o ‘rating’ da qualidade do crédito soberano em B, abaixo do nível de recomendação de investimento.

A revisão da Perspetiva de Evolução da Economia de Negativa para Estável reflete as melhorias na gestão do regime de câmbio e a adoção de uma ambiciosa agenda de reformas, que inclui ajustamentos nas vertentes monetária, orçamental e estrutural, que vão diminuir as vulnerabilidades externas e melhorar as finanças públicas”, dizem os analistas.

De acordo com o relatório completo de ‘rating’ sobre Angola, a que a Lusa teve acesso, a Fitch mantém Angola no ‘lixo’, ou seja, abaixo do nível de recomendação de investimento, mas sobe a avaliação que faz sobre a direção da política económica (‘outlook’), o que significa que não antecipa eventos que possam fazer descer o ‘rating’ do país.

Entre as principais razões para a melhoria da avaliação do andamento da economia, a Fitch aponta os ajustamentos externos em curso, nomeadamente o fim da taxa de câmbio fixa, a melhoria do crescimento económico, ainda que limitado, e a retoma da consolidação orçamental, salientando que o setor bancário continua a ser uma fraqueza e que os fatores estruturais do país são um constrangimento para a avaliação da qualidade do crédito.

“Os ratings de Angola estão constrangidos pela fraqueza estrutural, principalmente pelo fraco desempenho nos indicadores de desenvolvimento humanos e de governação e pelo mais alto nível de dependência de matérias-primas entre os países analisados pela Fitch”, escrevem os analistas no relatório completo.

A Fitch antevê que o crescimento económico de Angola suba de 2,3%, este ano, para 2,5% em 2019, e que o défice orçamental diminua para 5,4% este ano, depois de no ano passado ter chegado aos 6,8%.

A dívida pública aumentou para 66,6% do PIB no final do ano passado, quando era de 50,7% no final de 2015″, lembram os analistas, que antecipam que a dívida pública chegue a um pico de 67,5% no final deste ano e depois comece a cair a partir de 2019, para chegar a 2020 nos 58,7% do PIB.

“A queda na dívida reflete a expectativa de ajustamentos orçamentais, mas também será impulsionada pelo elevado nível da inflação”, que a Fitch antecipa chegar aos 25% no conjunto deste ano.

Onde a Fitch encontra mais dificuldades para a economia angolana é no setor bancário, que “continua uma fraqueza para a economia e uma fonte de implicações negativas para o crédito soberano”.

Os bancos, acrescentam os analistas, “enfrentam um ambiente operacional difícil, refletindo ventos económicos contrários, incertezas no acesso a moeda externa e uma predominância de empréstimos do Governo”.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Ditadura na Venezuela: Chavismo prende 27 militares que se rebelaram
Nas redes sociais, tornaram-se virais os vídeos dos militares com pedidos para que a população se juntasse ao protesto....


Bolsonaro faz sua estreia internacional em Davos
O encontro será o palco da estreia internacional do presidente Jair Bolsonaro, que vai ser o primeiro chefe de Estado a discursar. ...


Restaurante de lusodescendente em França recebe estrela Michelin
A estrela foi atribuída esta segunda-feira pelo 'Guia Michelin' ao ‘chef’ Tomy Gousset, conhecido cozinheiro parisiense, numa cerimónia na capital francesa que contou com a presença dos premiados...


Presidente russo e PM japonês encontram-se para resolver disputa de ilhas que remonta ao fim da II Guerra
O exército soviético ocupou as Ilhas Curilas nos últimos dias do conflito. No entanto, Tóquio recusa-se a reconhecer a soberania de Moscovo sobre aquele território. Em novembro, Shinzo Abe e Vladimir Putin concordaram em intensificar as negociações...

 
 
 

 

Ads Emro Noticias 1



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE