Rondônia, - 16:37

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Netanyahu afirma que métodos não-letais “não funcionam” para Gaza
Publicado Quarta-Feira, 16 de Maio de 2018, às 09:37 | Fonte Revista Exame 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=348551&codDep=24" data-text="Netanyahu afirma que métodos não-letais “não funcionam” para Gaza
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Netanyahu: ''Nós tentamos minimizar as vítimas. Eles querem que elas existam para colocar pressão sobre Israel'', disse o primeiro-ministro de Israel. (Ronen Zvulun/Reuters)

 

Washington – O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta terça-feira em entrevista à emissora americana “CBS” que os métodos não-letais não funcionam para Gaza, onde ontem seu exército matou mais de 60 palestinos.

“Tentamos de todas as maneiras. Testamos todos os tipos de métodos. Você tenta métodos não-letais e não funcionam. Então te deixam com opções ruins. É um mau negócio”, afirmou o premiê israelense na entrevista gravada em Jerusalém.

Netanyahu explicou assim a morte a tiros de mais de 60 palestinos nos protestos de ontem em Gaza contra a inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém, que o presidente Donald Trump ordenou transferir de Tel Aviv.

Além disso, o líder israelense culpou o movimento palestino Hamas pelas mortes, ao acusá-lo de buscar vítimas.

“Nós tentamos minimizar as vítimas. Eles querem que elas existam para colocar pressão sobre Israel”, disse Netanyahu.

“Empurram civis, mulheres e crianças para a linha de fogo com o objetivo de obter vítimas”, acrescentou o primeiro-ministro israelense, que também acusou o Hamas de “pagar” aos palestinos para participar dos protestos.

“Infelizmente, estas coisas são evitáveis. Se o Hamas não os tivesse empurrado, não teria acontecido”, completou Netanyahu.

O massacre de palestinos de ontem provocou hoje várias condenações internacionais.

Em reunião de urgência do Conselho de Segurança das Nações Unidas, os Estados Unidos defenderam sozinhos a resposta de Israel aos protestos em Gaza perante uma maioria de países que questionou essa atuação. EFE

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Dois soldados norte-americanos mortos no Afeganistão
NATO não identifica os militares, dizendo apenas que foram mortos “durante uma operação”, sem especificar o local ou as circunstâncias...


Iraque. Naufrágio de ferry no rio Tigre provoca quase uma centena de mortos em Mossul
Os passageiros cruzavam o rio com destino aos parques onde as famílias tradicionalmente fazem piqueniques para celebrar o Ano Novo persa. O ministro da Justiça ordenou a prisão de nove trabalhadores da empresa de ferries e impediu os proprietários ...


Coreia do Norte abandona gabinete de contacto com a Coreia do Sul
As autoridades sul-coreanas lamentaram a decisão, para a qual, disseram, o Norte não apresentou quaisquer razões...


Moçambique. “Vivem de coco todos os dias. Não têm o que comer”
Segundo o balanço mais recente, 294 pessoas morreram em Moçambique na sequência da passagem do ciclone Idai ou das cheias que se lhe seguiram. O país, que cumpre o terceiro e último dia de luto nacional, recebe esta sexta-feira o primeiro de dois a...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE