Rondônia, - 03:20

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
MPF denuncia três por fraude: prejuízo de R$ 35 mi
MPF denuncia três pessoas por fraude em autorizações e licenças ambientais
O órgão pede à Justiça que os acusados sejam responsabilizados pelos danos ambientais, calculados em 35 milhões de reais
Publicado Quinta-Feira, 3 de Maio de 2018, às 06:40 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=347882&codDep=38" data-text="MPF denuncia três pessoas por fraude em autorizações e licenças ambientais
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

RCM Madeiras

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia contra três pessoas que fraudavam Planos de Manejos Florestais (PMF) para acobertar madeiras de origem ilegal – extraídas de áreas públicas e de unidades de conservação. Os denunciados são acusados de apresentar dados falsos para obter autorização ou licença ambiental, bem como de praticar falsidade ideológica.

O MPF aponta, na denúncia, que para fazer a extração legal da madeira é necessária a emissão do Documento de Origem Florestal (DOF), sistema administrado pelo Ibama. Sabendo disso, os acusados, que são donos da Indústria Trianon de Rondônia Ltda, teriam se especializado em vender créditos florestais, por meio da emissão fraudulenta de guias.

Durante o levantamento pericial houve, ainda, a constatação de operações irregulares de extração florestal, comandadas pelos réus dentro da área do Plano de Manejo Florestal da fazenda Triângulo – área de preservação permanente. Nesse espaço, asderrubadas de seringueiras são proibidas.

Além disso, foi comprovado que os responsáveis pelo plano de manejo se utilizaram de meios ilegais para obter autorização para explorar a mesma área com menos de 10 anos – não permitindo a regeneração natural do local que precisa de, no mínimo, 25 anos de descanso para se recuperar.

Dentre as fraudes apuradas pela perícia no decorrer das investigações, destaca-se também o transporte de madeiras em veículos incompatíveis: motocicletas, veículos de passeios e caminhão trator sem reboque. Verificou-se, ainda, que os proprietários da indústria Trianon de Rondônia Ltda e outras empresas da região movimentaram, irregularmente, um montante de 27.679 metros cúbicos de madeiras em toras virtualmente entre 2007 e 2010.

É sabido que as áreas mais intensamente atingidas pelos desmatamentos ilegais na Amazônia são de domínio da União, como por exemplo, reservas indígenas, unidades de conservação federais e reservas legais de projetos de assentamento. De acordo com procurador da República Reginaldo Trindade, “cabe ao Ibama fiscalizar e controlar o fluxo de produtos e subprodutos florestais, a fim de impedir fraudes na movimentação das madeiras”.

A denúncia contra os três réus será julgada pela Justiça Federal em Ji-Paraná. Se condenados pelo crime de falsidade ideológica, eles podem ficar presos de 1 a 5 anos e serem obrigados a pagar pelo menos 35 milhões de reais à União para reparar os danos ambientais que causaram, além de multa.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Antropólogo destaca conquistas de índios ticuna do Alto Solimões
João Pacheco de Oliveira, que participa do I Congresso Internacional sobre Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas, realiza trabalhos com etnia desde 1974...


Governo prepara MP como opção se leilão da Amazonas Energia fracassar
O governo federal estuda publicar, ainda esta semana, uma medida provisória (MP) autorizando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a escolher uma empresa do setor elétrico para administrar a distribuidora Amazonas Energia a partir de 1º de...


Preservação da Amazônia é um assunto sério, alerta pesquisador
Para especialista, a política de preservação precisa ser pautada da forma certa, pois o impacto ambiental não atinge apenas a população local, mas todo o País...


Comunicadores indígenas contra as fake news
Em tempos de proliferação de notícias falsas via redes sociais e ameaças aos povos da floresta, Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro traça estratégia para narrar suas próprias histórias...

 
 
 

 

Ads Emro Noticias 1



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE