Rondônia, - 01:14

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Ghuta Oriental: pacientes graves devem ser retirados ainda hoje
Publicado Terça-Feira, 13 de Março de 2018, às 11:14 | Fonte Diário de Pernambuco 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=344657&codDep=24" data-text="Ghuta Oriental: pacientes graves devem ser retirados ainda hoje
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Militares cuidam das principais fronteiras próximas ao enclave. Foto: LOUAI BESHARA / AFP


O Crescente Vermelho sírio se prepara para retirar, nesta terça-feira (13), várias pessoas com situações médicas de emergência do enclave rebelde sitiado de Ghuta Oriental - informaram diferentes fontes ouvidas pela AFP. Segundo Yasser Delwan, chefe do Bureau político do grupo Yaish al-Islam, uma das principais facções rebeldes de Ghuta, "um grupo de casos médicos críticos será evacuado nesta terça com seus acompanhantes, através da passagem de Al-Wafidin".

 

Na segunda-feira(12), Yaish al-Islam havia informado sobre um acordo negociado "por meio da ONU com a Rússia [...] para evacuar os feridos em várias etapas". O corredor de Al-Wafidin é o principal ponto de passagem entre o enclave rebelde e Damasco e se situa no nordeste de Duma, a maior cidade de Ghuta Oriental.

 

Na terça de manhã, havia ambulâncias do Crescente Vermelho sírio estacionadas na entrada da zona sob controle do governo sírio preparadas para entrar no território. "Feridos e outras pessoas em estado de saúde crítico serão evacuados hoje [terça] junto a civis", indicou uma fonte do Exército sírio, sem especificar um número.

 

"Os homens armados não estão contemplados nessas retiradas", disse a mesma fonte, referindo-se aos combatentes rebeldes.

 

Último enclave rebelde às portas de Damasco, Ghuta Oriental está sitiada desde 2013 e é alvo de uma vasta ofensiva das forças do governo sírio desde 18 de fevereiro. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Damasco já controla 60% do enclave. A ofensiva contra Ghuta deixou 1.185 civis mortos até o momento. Mais de mil pessoas precisam de cuidados médicos de urgência na parte rebelde de Ghuta, anunciou a ONU na segunda-feira (12).

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Dois soldados norte-americanos mortos no Afeganistão
NATO não identifica os militares, dizendo apenas que foram mortos “durante uma operação”, sem especificar o local ou as circunstâncias...


Iraque. Naufrágio de ferry no rio Tigre provoca quase uma centena de mortos em Mossul
Os passageiros cruzavam o rio com destino aos parques onde as famílias tradicionalmente fazem piqueniques para celebrar o Ano Novo persa. O ministro da Justiça ordenou a prisão de nove trabalhadores da empresa de ferries e impediu os proprietários ...


Coreia do Norte abandona gabinete de contacto com a Coreia do Sul
As autoridades sul-coreanas lamentaram a decisão, para a qual, disseram, o Norte não apresentou quaisquer razões...


Donas de Almaraz acordam prolongar funcionamento da central nuclear
O acordo entre as elétricas Iberdrola, Endesa e Naturgy permite estender a vida útil dos dois reatores da central e aponta para uma projeção de investimentos de 400 milhões de euros, com uma oscilação de 50%...

 
 
 

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE