Rondônia, - 08:01

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
fotos da Amazônia de Sebastião Salgado
Supremo ganha mostra permanente de fotos da Amazônia de Sebastião Salgado
São 16 cliques do mestre do preto e branco revelando a vida de índios de muitas tribos. Nos próximos dois anos, ele volta à floresta para fotografar.
Publicado Quinta-Feira, 22 de Fevereiro de 2018, às 12:27 | Fonte da Redação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=343207&codDep=38" data-text="Supremo ganha mostra permanente de fotos da Amazônia de Sebastião Salgado
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

As primeiras fotos da expedição do fotógrafo Sebastião Salgado pela Amazônia já podem ser vistas em Brasília. É uma amostra do trabalho que ele vai expor no mundo todo.

O olhar que capta a imensidão da Amazônia e o dia a dia dos índios de diferentes tribos. Foi em áreas ainda preservadas que as lentes de Sebastião Salgado registram momentos assim desde 2005.

O artista de Minas Gerais eterniza instantes simples, como o da índia ashaninka, do Acre, se pintando diante do espelho, ou os índios waurá com suas canoas no enevoado rio do Alto Xingu.

Com os korubo do oeste do Amazonas, tribo de pouquíssimo contato, Salgado conseguiu a proeza de fazê-los posar para uma foto.

A mostra toda reúne 16 cliques desse mestre do preto e branco. E as fotos vão ficar permanentemente no Supremo. Essas joias foram doadas por Sebastião Salgado. Cada uma é avaliada em mais R$ 200 mil.

“Sebastião Salgado tem o mundo dentro de si e mostra ao mundo o que o Brasil tem de mais precioso, como o mundo que não acaba dentro de si”, disse a presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

Nos próximos dois anos, Sebastião Salgado, volta a floresta para fotografar mais. O resultado será uma exposição que viajará o mundo inteiro para, assim, manter o alerta para a importância de se preservar esse patrimônio da humanidade.  

“Eu quis trazer a pureza brasileira, que é essa floresta colossal que nós temos, que representa a metade do nosso país, e essas populações indígenas, que são uma população fenomenal de um nível cultural incrível, que representa uma diversidade de línguas, de costumes, e que representa a nossa pré-história. O Brasil é um país muito feliz que ainda pode conviver com a sua pré-história”, afirmou o fotógrafo.

A exposição fica aberta ao público no supremo pelos próximos dois meses.

Fonte: Jornal Nacional.





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Pará é o estado com maior índice de desmatamento da Amazônia Legal, aponta Imazon
Ao contrário do ano anterior, foi registrado aumento de 22% do desmatamento em todo território da floresta amazônica em 2018. 52% das áreas atingidas no Pará são de preservação ambiental. ...


Comunicólogos de Porto Velho debatem lixo plástico e os efeitos nos rios
Defensora de questões socioeconômicas e ambientais com metodologias inclusivas, a jornalista Claudia Moura disse aos colegas debatedores, que soluções para problemas sociais do país......


MPF identifica responsáveis por todos os desmatamentos com mais de 60 hectares na floresta amazônica entre 2016 e 2017
2,3 mil pessoas ou empresas foram associadas a mais de 1,5 mil áreas desmatadas de forma irregular...


Governo Temer e Estado de Roraima não alcançam conciliação sobre imigrantes venezuelanos
Em uma primeira reunião, em maio, o estado abriu mão do fechamento de fronteira, mas pediu R$ 184 mi em ressarcimento, por parte do governo federal...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE