Rondônia, - 13:26

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Opositor pede ajuda a Índia e EUA para afastar o presidente das Maldivas
Publicado Terça-Feira, 6 de Fevereiro de 2018, às 17:49 | Fonte DO G1 Por France Presse 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=342343&codDep=24" data-text="Opositor pede ajuda a Índia e EUA para afastar o presidente das Maldivas
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Ex-presidente de Maldivas Mohamed Nasheed, em foto de arquivo de 22 de janeiro (Foto: Lakruwan Wanniarachchi / AFP )

 

O opositor e ex-presidente das Maldivas Mohamed Nasheed pediu a ajuda dos Estados Unidos e da Índia para expulsar do poder o presidente Abdullah Yameen, que decretou estado de emergência por um período de 15 dias.

"O presidente Yameen decretou ilegalmente a lei marcial e se apoderou do Estado", declarou Mohamed Nasheed, que ocupou a presidência das Maldivas de novembro de 2008 a fevereiro de 2012.

"Devemos expulsá-lo do poder. O povo das Maldivas faz um pedido legítimo aos governos do mundo, especialmente da Índia e Estados Unidos", afirmou o ex-presidente em um comunicado.

 

 

 

O presidente das Maldivas, Abdulla Yameen, em imagem de arquivo (Foto: Waheed Mohamed/File Photo/Reuters)

O presidente das Maldivas, Abdulla Yameen, em imagem de arquivo (Foto: Waheed Mohamed/File Photo/Reuters)

 

 

 

 

Mohamed Nasheed, que é o principal rival político de Yameen, chegou a ser preso e deixou a cadeia após receber uma licença médica. Nasheed está exilado no Reino Unido desde 2006.

Abdulla Yameen decretou o estado de emergência em uma manobra para não acatar a decisão da Suprema Corte que ordenou a reabilitação de 12 deputados opositores e a libertação de líderes da oposição que estavam presos.

O Supremo do país insular, que fica no Oceano Índico, concluiu que as condenações dos opositores foram influenciadas politicamente.

Porém, Yameen não acatou a ordem da Suprema Corte, o que gerou protestos da oposição na capital Male. Houve confronto entre os manifestantes e policiais.

Soldados ocuparam o parlamento para impedir que os deputados entrassem. Quando os 12 deputados opositores reabilitados pelo Supremo voltarem ao parlamento, o Partido Progressista das Maldivas, do presidente Yameen, perderá sua maioria, o que pode resultar em um corpo legistativo opositor ao presidente.

 

 

 

Manifestantes protestam neste domingo (4) nas Maldivas ára exigir que presidente acate ordem da Suprema Corte de reabilitar deputados opositores e anular condenação de opositores políticos (Foto: Mohamed Sharuhaan/AP Photo)

Manifestantes protestam neste domingo (4) nas Maldivas ára exigir que presidente acate ordem da Suprema Corte de reabilitar deputados opositores e anular condenação de opositores políticos (Foto: Mohamed Sharuhaan/AP Photo)

 

 

 

Pouco depois de ser declarado estado de emergência, a polícia prendeu o presidente da Suprema Corte, Abdulla Saeed, o juiz Ali Hameed e o ex-ditador Maumoon Abdul Gayoom, meio-irmão do atual presidente, de acordo com a BBC.

Gayoom, que governou com mão de ferro entre os anos de 1978 a 2008, foi detido, segundo seu advogado, por acusações de dar "propinas a membros do Parlamento, tentativa de propina e tentativa de derrubar ilegalmente o governo ".

Já Saeed foi preso no interior do Supremo Tribunal em companhia do juiz Ali Hameed, mas as acusações contra eles ainda não foram reveladas, segundo a Efe.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Guarda Costeira espanhola resgata 468 migrantes no mar
A Guarda Costeira espanhola resgatou 468 migrantes de 10 embarcações no estreito de Gibraltar, além de outras 52 pessoas a bordo de mais duas que chegaram a terra em Chiclana de la Frontera (Cádis)....


Não expressou “qualquer remorso”: italiano que disparou contra seis imigrantes africanos condenado a 12 anos
Luc Traini, que mantinha ligações a vários grupos de extrema-direita, tinha tentado concorrer às eleições locais pela Liga do Norte, sem sucesso...


Taxa de crescimento de Angola até 2022 não será superior a 2,8%
O economista angolano Manuel Alves da Rocha estimou que a taxa de crescimento de Angola ''não será superior a 2,8% até 2022'', comparando as previsões do Governo angolano, do FMI e do BM....


Venezuela. Engenheiro português assassinado em Caracas
Um engenheiro português de 36 anos foi assassinado em Caracas por vários homens armados e por motivos ainda desconhecidos, noticiou a imprensa local....

 
 
 

 

Ads Emro Noticias 1



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE