Rondônia, - 15:49


Publicidade Banco da Amazonia :::

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Ataques contra reduto opositor deixam mais de 60 mortos na Síria
Publicado Terça-Feira, 6 de Fevereiro de 2018, às 17:44 | Fonte Revista Exame 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=342338&codDep=24" data-text="Ataques contra reduto opositor deixam mais de 60 mortos na Síria
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Síria: segundo porta-voz da oposição ao regime de Assad, ''os bombardeios não pararam desde a manhã'' (Reuters)

 

Beirute – Mais de 60 pessoas morreram nesta terça-feira por bombardeios de aviões não identificados contra o principal reduto da oposição ao regime da Sírianos arredores da capital Damasco, a região de Ghouta Oriental, coincidindo com o pedido da ONU de uma “pausa humanitária” no conflito no país árabe.

O porta-voz da opositora Direção Geral de Saúde de Ghouta Oriental, Fayez al Orabi, disse à Agência Efe por telefone que “os bombardeios não pararam desde a manhã”, e que há novos mortes “a cada minuto”.

Segundo a apuração do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), pelo menos 63 pessoas, entre elas 14 menores de idade e 20 mulheres, morreram hoje pelos ataques aéreos contra várias partes da região; uma cifra que Orabi elevou para 67.

Quanto aos feridos, o responsável indicou que “é difícil saber o número exato, há muitos em estado grave, e algumas pessoas seguem enterradas sob os escombros, como está acontecendo no distrito de Arbin”.

O OSDH, por sua vez, documentou um total de 175 feridos.

Os bombardeios mais mortíferos ocorreram em Duma, a maior cidade de Ghouta Oriental, onde 23 pessoas morreram, e em Arbin, onde 13 pessoas perderam a vida.

A Defesa Civil Síria, ONG que realiza trabalhos de resgate em áreas fora do controle do governo sírio, informou no Twitter que os bombardeios causaram o colapso de um edifício com os moradores dentro em Saqba, onde dois civis morreram e outras sete pessoas foram resgatadas com vida sob os escombros.

As mortes de hoje se somam às 31 de ontem causadas pela escalada da violência em Ghouta Oriental, um a região que está sitiada pelos efetivos governamentais, acrescentou o OSDH.

Por outro lado, a agência de notícias oficial da Síria, “Sana”, que citou uma fonte da chefia da polícia de Damasco, assinalou que pelo menos três pessoas morreram hoje e outras oito ficaram feridas pela queda de foguetes no bairro de Bab Tuma, no centro da capital.

Além disso, duas crianças morreram e outros cinco civis foram feridos por um ataque similar em Yarama, nos arredores de Damasco.

A fonte acusou “grupos armados” em Ghouta Oriental de terem lançado os projéteis, e o exército sírio respondeu com ataques contra as áreas de onde foram disparados os foguetes.

A escalada de hostilidades na Síria coincidiu hoje com um pedido da ONU para uma pausa humanitária de pelo menos um mês no conflito, com o objetivo de oferecer assistência a centenas de milhares de pessoas presas em regiões sob assédio e de difícil acesso, e para evacuar os feridos e doentes.

Além disso, a ONU disse hoje que está investigando o suposto uso de bombas de gás cloro em Saraqueb, na província de Idlib, e em Duma, em Ghouta Oriental.

O presidente da Comissão Independente de Investigação para a Síria da ONU, o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, assegurou que recebeu muitas informações “sobre o suposto uso de bombas que continham (gás) cloro” nessas populações recentemente.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em INTERNACIONAL


Turquia convoca embaixadores nos EUA e Israel em protesto por Gaza
...


Israelenses deveriam ser julgados como criminosos de guerra, diz Irã
...


Turquia acusa Israel de terrorismo de Estado e genocídio
...


EUA reforçam segurança de embaixadas no Oriente Médio
...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE