Rondônia, - 14:21

 

Você está no caderno - @realdonaldtrump Fim do Mundo
Internacional
Exame médico de Trump não incluirá revisão psiquiátrica
Publicado Terça-Feira, 9 de Janeiro de 2018, às 09:52 | Fonte DO G1 Por France Presse 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=341070&codDep=68" data-text="Exame médico de Trump não incluirá revisão psiquiátrica
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

O presidente dos EUA, Donald Trump, durante convenção da American Farm Bureau Federation em Nashville, Tennessee, na segunda-feira (8) (Foto: Reuters/Jonathan Ernst)

 

O exame médico ao qual o presidente Donald Trump se submeterá no próximo final de semana não compreenderá uma revisão psiquiátrica, afirmou nesta segunda-feira (8) a Casa Branca, no momento em que muitos duvidam da saúde mental do máximo líder dos Estados Unidos.

"Não", se limitou a responder Hogan Gidley, porta-voz do Executivo a bordo do Air Force One. Trump "está reluzente como um raio".

Aos 71 anos, o presidente dos EUA será examinado na sexta-feira, no hospital militar Walter Reed, na periferia de Washington, e os resultados serão divulgados publicamente, assinalou a Casa Branca.

Na quinta-feira passada, a rede de televisão CNN revelou que em dezembro um grupo de legisladores americanos consultou uma professora de psiquiatria da Universidade de Yale sobre a saúde mental de Trump.

"Os legisladores disseram que estavam preocupados sobre o risco que representava o presidente, o risco que representava sua instabilidade mental para o país", disse à CNN a professora Brady Lee, editora do livro "O Perigoso Caso de Donald Trump", uma série de ensaios de psiquiatras que analisam o estado psicológico do presidente dos Estados Unidos.

Segundo Lee, no grupo de legisladores havia um senador republicano, cuja identidade não revelou.

Na Câmara de Representantes, 57 legisladores democratas - 30% do total - redigiram um projeto de lei para a criação de uma comissão parlamentar especial sobre "a incapacidade presidencial", visando "determinar se o presidente esta psicologicamente ou fisicamente capacitado para cumprir suas funções".

A Constituição americana prevê duas formas de se substituir um presidente: um impeachment no Congresso ou pela 25ª emenda, que permite o vice-presidente e a metade do gabinete declarar que o presidente é "incapaz de exercer o poder e cumprir com os deveres do cargo".

Caso o presidente conteste a decisão baseada na 25ª emenda, corresponde ao Congresso confirmá-la com ao menos dois terços dos votos.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em @realdonaldtrump Fim do Mundo


Congresso Mundial Judaico elogia Trump por mudar embaixada para Jerusalém
...


Trump diz que não permitirá que EUA se tornem “campo de imigrantes”
...


Quem se importa com os fatos?
...


Procurador especial cogita intimar Trump para depor, diz ex-advogado
...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE