Rondônia, - 19:55

 

Você está no caderno - @realdonaldtrump Fim do Mundo
Internacional
Trump ameaça cortar ajuda humanitária a palestinos
Publicado Quarta-Feira, 3 de Janeiro de 2018, às 11:08 | Fonte Veja.com 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=340757&codDep=68" data-text="Trump ameaça cortar ajuda humanitária a palestinos
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Manifestantes queimam uma bandeira dos Estados Unidos e uma foto do presidente Donald Trump durante um protesto contra a decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, na cidade de Gaza - 07/11/2017 (Mohammed Salem/Reuters)

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou ainda mais a tensão com os palestinos nesta terça-feira. O americano ameaçou cortar todos os fundos de ajuda humanitária destinados à Autoridade Palestina caso a liderança não concorde em retomar as negociações para um acordo de paz com Israel.

“Nós pagamos centenas de milhões de dólares por ano e não recebemos agradecimento ou respeito”, escreveu Trump em sua página no Twitter. “Como os palestinos não estão mais dispostos a negociar a paz, por que devemos continuar fazendo esses grandes pagamentos no futuro? ”.

O americano também afirmou que o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelos Estados Unidos tirou a divisória questão da cidade da mesa de negociações, facilitando as novas conversas. A declaração contradiz suas afirmações anteriores de que a decisão americana não impactaria o processo de paz.

Mais cedo na terça-feira, a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, afirmou que os Estados Unidos cortariam fundos da UNRWA, a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina, a menos que a Autoridade Palestiniana voltasse à mesa de negociações com Israel.

A retirada do auxílio provavelmente terá um impacto significativo no trabalho da agência da ONU, já que os Estados Unidos contribuem com quase 30% do seu financiamento total. Em 2016, o país doou quase 370 milhões de dólares (1,2 bilhão de reais) ao órgão.

Um membro do comitê central da Organização para a Libertação da Palestina, Hanan Ashrawi, respondeu às ameaças americanas, dizendo que “os direitos palestinos não estão à venda”. “Nós não seremos chantageados”, disse Ashrawi em um comunicado.

Já o ministro da Cultura de Israel, Miri Regev, afirmou que Trump fez “declarações muito claras” aos palestinos para que “parem de se arruinar, parem com a hipocrisia”. “Devemos dizer as coisas como são e restaurar um discurso sensato para todo o mundo”, disse.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em @realdonaldtrump Fim do Mundo


Congresso Mundial Judaico elogia Trump por mudar embaixada para Jerusalém
...


Trump diz que não permitirá que EUA se tornem “campo de imigrantes”
...


Após cúpula histórica, Coreia do Norte concorda com desnuclearização total
...


Quem se importa com os fatos?
...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE