Rondônia, - 13:54

 

Você está no caderno - @realdonaldtrump Fim do Mundo
Internacional
Trump ameaça cortar ajuda humanitária a palestinos
Publicado Quarta-Feira, 3 de Janeiro de 2018, às 11:08 | Fonte Veja.com 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=340757&codDep=68" data-text="Trump ameaça cortar ajuda humanitária a palestinos
  
  WhatsApp - (69) 9201-1314
 

Manifestantes queimam uma bandeira dos Estados Unidos e uma foto do presidente Donald Trump durante um protesto contra a decisão de Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, na cidade de Gaza - 07/11/2017 (Mohammed Salem/Reuters)

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou ainda mais a tensão com os palestinos nesta terça-feira. O americano ameaçou cortar todos os fundos de ajuda humanitária destinados à Autoridade Palestina caso a liderança não concorde em retomar as negociações para um acordo de paz com Israel.

“Nós pagamos centenas de milhões de dólares por ano e não recebemos agradecimento ou respeito”, escreveu Trump em sua página no Twitter. “Como os palestinos não estão mais dispostos a negociar a paz, por que devemos continuar fazendo esses grandes pagamentos no futuro? ”.

O americano também afirmou que o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelos Estados Unidos tirou a divisória questão da cidade da mesa de negociações, facilitando as novas conversas. A declaração contradiz suas afirmações anteriores de que a decisão americana não impactaria o processo de paz.

Mais cedo na terça-feira, a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, afirmou que os Estados Unidos cortariam fundos da UNRWA, a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina, a menos que a Autoridade Palestiniana voltasse à mesa de negociações com Israel.

A retirada do auxílio provavelmente terá um impacto significativo no trabalho da agência da ONU, já que os Estados Unidos contribuem com quase 30% do seu financiamento total. Em 2016, o país doou quase 370 milhões de dólares (1,2 bilhão de reais) ao órgão.

Um membro do comitê central da Organização para a Libertação da Palestina, Hanan Ashrawi, respondeu às ameaças americanas, dizendo que “os direitos palestinos não estão à venda”. “Nós não seremos chantageados”, disse Ashrawi em um comunicado.

Já o ministro da Cultura de Israel, Miri Regev, afirmou que Trump fez “declarações muito claras” aos palestinos para que “parem de se arruinar, parem com a hipocrisia”. “Devemos dizer as coisas como são e restaurar um discurso sensato para todo o mundo”, disse.

 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em @realdonaldtrump Fim do Mundo


''Não sou racista'', diz Trump, após ofensa a África e Haiti
...


EUA e Coreia do Sul iniciam exercício aéreo com 230 aviões
...


Exame médico de Trump não incluirá revisão psiquiátrica
...


Trump chama países da América Central de 'buracos de merda'
...

 
 
 

 



 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE