Rondônia, - 06:03


Publicidade Banco da Amazonia :::

 

Você está no caderno - Usinas do Madeira
cancelamento do reajuste na tarifa de energia
Projeto de Marcos Rogério susta reajuste na tarifa de energia elétrica
Proposta apresentada nessa segunda-feira (04/12) pelo deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO) susta os efeitos da resolução da Aneel que reajusta em 8,27%
Publicado Quarta-Feira, 6 de Dezembro de 2017, às 13:34 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339677&codDep=28" data-text="Projeto de Marcos Rogério susta reajuste na tarifa de energia elétrica
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Proposta apresentada nessa segunda-feira (04/12) pelo deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO) susta os efeitos da resolução da Aneel que reajusta em 8,27% as tarifas de energia da Eletrobras Distribuição Rondônia, a antiga Ceron, que passou a vigorar a partir de 30 de novembro.

Segundo o autor da proposta, o reajuste acarreta em prejuízos ao estado de Rondônia, já prejudicado pelas bandeiras amarela e vermelha, em função da ligação com o subsistema Sudeste/Centro-Oeste.

“Rondônia tem duas usinas que geram energia para abastecer cerca de 40 milhões de residências Brasil afora. Somos autossuficientes em energia e contribuímos para o abastecimento do Brasil. Não é justo que os rondonienses paguem uma conta proporcionalmente mais alta do que aquele que mora no Centro-Oeste, sendo que somos geradores de energia para o nosso estado e para muitos estados brasileiros. Isso é inaceitável, injusto, desproporcional. Isso é uma afronta a um estado que contribui com a geração de energia elétrica para todo o Brasil”, salientou Marcos Rogério.

A resolução da Aneel prevê um reajuste médio de 8,27%. No caso dos consumidores conectados à rede de baixa tensão, em geral, os mais vulneráveis nessa relação de consumo, o aumento definido foi ainda maior: de 8,84%. “Ressalte-se que no mesmo período o IPCA medido foi de apenas 2,70%, segundo a própria Agência Reguladora. Ou seja, o reajuste foi, em muito, superior à inflação”, argumentou.

O parlamentar apontou, ainda, que o reajuste da ANEEL contempla custos que não devem ser pagos pelos consumidores de energia elétrica, como tem sido reiteradamente decidido em ações judiciais. “Está clara a ilegalidade incorrida no reajuste tarifário para os consumidores de energia elétrica de Rondônia, particularmente tendo em conta a inflação praticamente nula do período e o momento econômico desfavorável do país”, concluiu.

Saiba mais sobre o PDC 862/2017 





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Usinas do Madeira


Diretor da ESBR recebe diploma de Amigo da PM por iniciativas na área da educação
Júlio Freitas, Diretor Administrativo da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau, recebeu da Polícia Militar do Estado de Rondônia......


Usina de Santo Antônio: MPF e MP alerta sobre possível violação no regimento da Assembleia
Projeto que prevê redução de unidades de conservação estaduais está com tramitação irregular, desrespeitando o regimento da Assembleia Legislativa e as leis de proteção ambiental...


Grupo Camargo Corrêa reúne 14 mil voluntários no Dia do Bem-Fazer
Serão realizadas 200 ações com 768 parceiros em um dos principais eventos de voluntariado corporativo do Brasil ...


Estatais culpam governo Dilma por prejuízos de usinas
Em documentos enviados à Aneel, companhias acusam o governo de se esquivar de tomar decisões no ano passado por causa das eleições...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE