Rondônia, - 01:15

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Amazônia seja conhecida e respeitada
Governador Confúcio Moura diz que é preciso lutar para que a Amazônia seja conhecida e respeitada
A nova forma de cobrar um olhar diferenciado para a Amazônia defendida por Confúcio virá com a formalização, já em andamento, do consórcio interestadual da Amazônia Legal. As demandas não serão mais apresentadas isoladamente, mas em bloco.
Publicado Domingo, 29 de Outubro de 2017, às 09:59 | Fonte da Redação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338152&codDep=38" data-text="Governador Confúcio Moura diz que é preciso lutar para que a Amazônia seja conhecida e respeitada
  
  WhatsApp - (69) 9 9967-8787
 

Governador Confúcio Moura cobra um olhar diferenciado para os estados da Amazônia

Se a Amazônia quiser ser conhecida vai ter que lutar muito, disse o governador Confúcio Moura no encerramento do 16º Fórum de Governadores da Amazônia, na casa de eventos Afa Jardim, em Rio Branco (AC), na noite de quinta-feira (26). Diante de governadores da região, representantes de órgãos federais e convidados de vários segmentos, ele a região e pregou a insurgência contra a falta de ação do poder concentrado em Brasília.

A nova forma de cobrar um olhar diferenciado para a Amazônia defendida por Confúcio virá com a formalização, já em andamento, do consórcio interestadual da Amazônia Legal. As demandas não serão mais apresentadas isoladamente, mas em bloco.

A forma de relacionamento ao qual o governador de Rondônia se referiu recebeu apoio até do embaixador da Alemanha, Georg Witschel. “Isto é muito bom. Não haverá mais apresentação de projetos por estados”, elogiou em português com forte sotaque germânico.

Parceira do Brasil na pauta ambiental, a Alemanha vai sediar, de 6 a 17 de novembro deste ano, em Bonn, a conferência do clima, a COP 23. O evento abrirá as portas para que os estados amazônicos mostrem suas potencialidades diante de investidores mundiais.

“Espero que o evento de Bonn seja bom para nós”, disse Confúcio jogando com as palavras e arrancando mais aplausos dos presentes ao evento.

O governador afirmou que a Amazônia grita para ser valorizada, mas não é entendida. Com 25 milhões de habitantes e 27 senadores, os estados amazônicos são uma força nacional que vai mostrar toda a sua força com a criação do consórcio. “Era meu sonho desde a concepção do fórum de governadores”, acrescentou.

O sonho, conforme ele mesmo afirmou na reunião, é um consórcio generoso, que troque informações e projetos que dão certo, que seja solidário, espalhe o sentimento de irmandade. Os primeiros aplausos mais demorados vieram quando ele defendeu que o consórcio ajude a Amazônia a ser mais conhecida dos órgãos federais.

LUTA

E foi ao poder central, que é moroso, atrai para si e demora nas decisões mais simples que Confúcio fez mais críticas. Indicou que o consórcio deve ser antiburocrático, provocar incômodo, ser insurgente e mostrar que há outras formas de poder. Para que isto ocorra, a Amazônia, grande e submissa, deve ser apresentada com toda sua força ao mundo. “E para sermos conhecidos, vamos ter que brigar muito”, finalizou entre mais aplausos.

O fórum de governadores da Amazônia Legal reúne representantes de Rondônia, Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Roraima e Tocantins. Reúne-se bimensalmente em câmaras temáticas, onde técnicos para debater temas comuns nas áreas de segurança pública, meio ambiente, comunicação pública e turismo.

 

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia





Curta nossa página no Facebook ou deixe seu comentário



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 
 
Veja também em Notícias da Amazônia


Pará é o estado com maior índice de desmatamento da Amazônia Legal, aponta Imazon
Ao contrário do ano anterior, foi registrado aumento de 22% do desmatamento em todo território da floresta amazônica em 2018. 52% das áreas atingidas no Pará são de preservação ambiental. ...


Comunicólogos de Porto Velho debatem lixo plástico e os efeitos nos rios
Defensora de questões socioeconômicas e ambientais com metodologias inclusivas, a jornalista Claudia Moura disse aos colegas debatedores, que soluções para problemas sociais do país......


MPF identifica responsáveis por todos os desmatamentos com mais de 60 hectares na floresta amazônica entre 2016 e 2017
2,3 mil pessoas ou empresas foram associadas a mais de 1,5 mil áreas desmatadas de forma irregular...


Governo Temer e Estado de Roraima não alcançam conciliação sobre imigrantes venezuelanos
Em uma primeira reunião, em maio, o estado abriu mão do fechamento de fronteira, mas pediu R$ 184 mi em ressarcimento, por parte do governo federal...

 
 
 

 


 


::: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE