Rondônia, - 13:55

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Justiça
Homem que confessou estupro e morte de menina de 5 anos em MT é denunciado pelo MP por 3 crimes
A criança, que está desaparecida desde 2010, tinha 5 anos quando foi vista pela última vez. O corpo da vítima ainda não foi localizado pela polícia.
Publicado Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020, às 08:29 | Fonte G1 Mato Grosso 0

 
 

Divulgação

O pedreiro e catador de reciclados Antônio Ramos Escobar foi denunciado nesta segunda-feira (28) pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Sorriso, a 420km de Cuiabá, por estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver da menina Sara Vitória Fogaça Paim. O crime aconteceu em 2010, quando a vítima tinha cinco anos de idade.

Conforme o promotor de Justiça Luiz Fernando Rossi Pipino, as qualificadoras do homicídio são emprego de meio cruel, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e visando assegurar a ocultação e impunidade de outro crime (estupro, no caso).

O denunciado, que recentemente confessou o crime, está preso preventivamente no Centro de Ressocialização de Sorriso.

De acordo com as investigações, no dia 1º de junho de 2010, por volta das 15h30m, nas dependências de uma construção, Antônio Ramos Escobar, após ter praticado atos libidinosos com a criança, matou a menina asfixiada e ocultou o seu cadáver.

“No dia dos fatos, Antônio Ramos Escobar, após avistar e abordar a vítima na via pública (nas proximidades do Estádio Municipal ‘Egídio José Preima’), transportou a criança/vítima até uma construção em que trabalhava”, consta na denúncia.

Nas dependências da edificação, ele se aproveitou da ausência de vigilância e da vulnerabilidade e fragilidade da vítima para violentá-la.

“No desdobramento dos fatos, Antônio Ramos Escobar, consciente e imbuído de animus necandi (vontade de matar), aproveitando-se da compleição física avantajada em relação à criança/vítima e também do local desabitado em que se encontravam àquela ocasião (recurso que dificultou e/ou tornou impossível a defesa), esganou a criança, provocando-lhe, pois, a sua morte (por asfixia), tudo como forma de assegurar a ocultação e a impunidade do crime sexual anteriormente praticado”, narra Luiz Fernando Rossi Pipino.

De acordo com o promotor de Justiça, o denunciado, na sequência, ensacou o corpo da vítima e ocultou o seu cadáver em local ainda não apurado pelos agentes policiais.







Veja também em Notícias da Amazônia


Após discussão com vizinho por limite de terra, homem é morto na zona rural de Rio Branco
Motivo da discussão seria uma cerca que a vítima estava construindo e o vizinho não concordou com os limites. Crime ocorreu nessa segunda-feira (26) no quilômetro 90 da Estrada Transacreana. ...


Eleições 2020: veja a agenda dos candidatos à prefeitura de Boa Vista nesta terça-feira (27)
Capital tem 11candidatos na disputa eleitoral. Votação acontece no dia 15 de novembro. ...


Detento ofereceu chaveiro para atrair e estuprar adolescente autista no Amapá, diz polícia
Preso do regime semiaberto que usava tornozeleira eletrônica era vizinho da vítima, em Santana. Caso foi denunciado pela mãe e após captura, homem confessou o crime. ...


Acidente deixa carro capotado na avenida Júlio César, em Belém
Apesar da gravidade do acidente, não houve vítimas. ...

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News