Rondônia, - 13:42

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia e Informação
Projeto de cidade inteligente na Bahia prevê investimento de 250 mi de euros até 2024
Um projeto de cidade inteligente no litoral da Bahia prevê receber investimentos de 250 milhões de euros até 2024...
Publicado Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2020, às 16:51 | Fonte Reuters 0

 
 

REUTERS/Divulgação

SÃO PAULO (Reuters) - Um projeto de cidade inteligente no litoral da Bahia prevê receber investimentos de 250 milhões de euros até 2024, no que segundo os idealizadores deve ser o primeiro do tipo a já nascer incluindo conceitos de economia circular e gestão eficiente de recursos naturais.

Batizado de Aguaduna, o projeto ocupa uma área de cerca mil hectares na cidade litorânea de Entre Rios, e é liderado pela empresa espanhola Naurigas, que também tem resorts no Brasil, e tem entre os parceiros o conglomerado alemão Siemens.

Após a assinatura de um protocolo de intenções com o governo baiano em dezembro passado, as obras de Aguaduna estão previstas para começar no segundo trimestre de 2021.

Além de incluir conceitos de economia circular, com geração de energia energia solar, eólica e por biomassa, o projeto prevê maior integração com o meio ambiente.

“Cerca de 14% da área será ocupada por estradas e construções”, disse Manuel Matutes, sócio da Naurigas, explicando que o restante será composto por superfície permeável, incluindo áreas protegidas, como de mata atlântica, pantanal e dunas.

Segundo o executivo, o objetivo é que Aguaduna também seja financeiramente sustentável, em parte com receitas de turismo, devido à proximidade com cidades como Salvador, Camaçari, Feira de Santana e Praia do Forte.

“Estamos conversando com empresas de diversos setores interessadas em participar do porjeto”, disse Matutes.

O plano é de que quando concluído, o empreendimento tenha população de cerca de 60 mil habitantes e, ao longo de seu desenvolvimento, receba mais de 2 bilhões de euros em 15 anos.

Segundo o presidente da Smart Infrastructure da Siemens no Brasil, Sérgio Jacobsen, Aguaduna será também uma oportundidade de experimentar soluções tecnológicas envolvendo meios de transporte autônomo, compartilhados e não poluentes.

O projeto também tem foco em empregos ligados à inovação, como em internet das coisas e gestão de dados em larga escala.

“É para nós um primeiro experimento, que pode ser depois replicável muitas vezes”, disse Jacobsen.







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Detran Rondônia investe na aquisição de tabletes para tornar mais eficiente atendimento ao cidadão
O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), investe em tecnologia com a aquisição de 152 tabletes que serão utilizados no atendimento ao usuário......


Governo de Rondônia investe na qualidade do ensino ofertado pela Mediação Tecnológica
Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), investe no planejamento aplicado à melhoria dos índices da Educação Tecnológica......


Tecnologia aplicada na cacauicultura acelera mudanças no setor em Rondônia
O projeto, Cacau Sustentável de Rondônia, é uma parceria do Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO), com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae...


Novo software de pesquisa de atas criado pela Supel facilita as contratações públicas em Rondônia
Com intuito de otimizar as contratações públicas, o Governo do Estado de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Licitações (Supel) desenvolveu o Sistema de Registro de Preços (SIRP Fácil)......

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News