Rondônia, - 19:19

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia e Informação
Ultrapassados? Aviões da Boeing utilizam disquetes até hoje
Inspeção no Boeing 747-400 encontrou oito unidades de disquete na cabine de comando; discos são utilizados para armazenar informações importantes de voo...
Publicado Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020, às 15:55 | Fonte Olhar Digital 0

 
 

Quem nasceu antes dos anos 2000 provavelmente se lembra dos disquetes, discos de armazenamento que não suportavam sequer um arquivo de música em boa qualidade. Surpreendentemente, eles são utilizados até hoje nos modelos 737 e 747 da Boeing, que recebem atualizações importantes por meio de antigos discos de 3,5 polegadas, com capacidade de 1,44 MB.

O fato foi observado por pesquisadores de segurança da Pen Test Partners, companhia especializada em sistemas de tecnologia da informação. Como a Boeing decidiu retirar sua frota de circulação devido à pandemia do novo coronavírus, os pesquisadores tiveram acesso à cabine de comando dos aviões. Lá, eles encontraram oito disquetes responsáveis por guardar dados importantes de navegação, como alterações de rotas e aeroportos, por exemplo. 

O processo é bem rudimentar: a cada 28 dias, um engenheiro vai pessoalmente à cabine de comando e atualiza os disquetes com as novas informações. A nível de comparação, em oito disquetes mal caberia um vídeo do Olhar Digital, mas cabem as informações pertinentes a um voo no Boeing 747.

A inspeção foi gravada e disponibilizada pelo canal Aerospace Village no Youtube. Os disquetes aparecem aos 7 minutos e 50 segundos do vídeo.  

É velho, mas funciona
Apesar de surpreendente, o uso de disquetes não representa impacto algum à segurança ou desempenho dos aviões. O Boeing 747-400, onde foi gravado o vídeo da inspeção, voou pela primeira vez em 1988, época em que esse tipo de disco era o que havia de mais avançado em tecnologias de armazenamento. 

Não faz sentido inutilizar um dispositivo que vem funcionando perfeitamente há tantos anos. Na verdade, embora não façam parte do cotidiano de quase ninguém, os disquetes não são tão obsoletos assim. O Departamento de Defesa dos Estados Unidos, por exemplo, só parou de utilizá-los em outubro de 2019.  

Naturalmente, aeronaves recentes da Boeing contam com bancos de dados mais evoluídos em suas cabines. A descoberta da Pen Test Partners, no entanto, é um bom exemplo de que o fato de ser velha não necessariamente torna uma ferramenta menos útil.







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Recipiente de álcool em gel pode ter feito painel de carro derreter
Mulher do Distrito Federal deixou pote com a substância dentro do veículo; quando voltou, encontrou um estrago...


Covid-19: cientistas isolam anticorpos eficazes no combate ao vírus
Em laboratório, anticorpos de pacientes curados foram capazes de eliminar o novo coronavírus do organismo de um hamster.... ...


Governo de Singapura alega fake news e bloqueia página no Facebook
Coordenada por um ativista político de oposição, página States Times Review foi bloqueada pela terceira vez após acusações por divulgar informações falsas...


Juíza viu que Google pegava letras do site Genius, mas resolveu deixar barato
No ano passado, o site de letras e contexto de música Genius processou o Google alegando que a a gigante da tecnologia pegava suas transcrições de canções para mostrá-las nos resultados de pesquisa...

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News