Rondônia, - 04:57

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Ciência e Espaço
Cientistas encontram a sósia da Via-Láctea mais distante de nós
Galáxia SPT0418-47 está a 12 bilhões de anos-luz daqui, e se formou quando o universo tinha apenas 10% de sua idade atual
Publicado Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020, às 15:51 | Fonte Olhar Digital 0

 
 

Cientistas do Observatório Europeu do Sul (ESO) identificaram, usando o telescópio ALMA (Atacama Large Millimeter Array) no Chile, a "sósia" mais distante da Via-Láctea, localizada a mais de 12 bilhões de anos-luz de nós.

Chamada SPT0418-47, ela se formou quando o universo tinha apenas 1,4 bilhões de anos. Sua aparente organização surpreendeu os cientistas, contrariando teorias de que galáxias que se formaram no início do universo eram turbulentas e instáveis.

Embora não tenha braços espirais como a Via-Láctea, a galáxia tem duas características em comum com nosso lar: um disco em rotação e um "caroço" central, com um grande grupo de estrelas densamente agrupadas. É a primeira vez que este agrupamento é observado tão cedo na origem do universo.

"Este resultado representa uma conquista no campo da formação galáctica, mostrando que as estruturas que observamos em galáxias espirais próximas e em nossa via láctea já existiam 12 bilhões de anos atrás", diz Francesca Rizzo, estudante de Ph.D. no Instituto Max Planck de Astrofísica na Alemanha, que liderou o estudo publicado na revista Nature.

"Apesar da alta taxa de formação de estrelas, sendo por isso o local de processos altamente energéticos, a SPT0418-47 é a galáxia em forma de disco mais ordenada já observada no início do universo", diz Simona Vegetti, co-autora do estudo e também do Instituto Max Planck de Astrofísica. "Este resultado é bastante inesperado e tem implicações importantes para nossa compreensão de como as galáxias evoluem", disse.

Mas apesar da similaridade com a Via-Láctea, os astrônomos acreditam que ela terá um destino diferente e evoluirá para uma galáxia elíptica, ou outro tipo que, junto com as espirais, habita o universo ainda hoje.

O estudo de galáxias distantes como a SPT0418-47 é fundamental para nossa compreensão de como as galáxias no geral se formam e evoluem. Ela está tão distante que a vemos como quando o universo tinha apenas 10% de sua idade atual, porque sua luz levou 12 bilhões de anos para chegar até nós. Ao estudá-la, podemos voltar no tempo, para um período quando as galáxias mais antigas estavam apenas começando a se formar.







Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Ultrapassados? Aviões da Boeing utilizam disquetes até hoje
Inspeção no Boeing 747-400 encontrou oito unidades de disquete na cabine de comando; discos são utilizados para armazenar informações importantes de voo......


ROG Phone 3 é um belo smartphone gamer com bateria para mais de metro
Muitos smartphones gamers têm um mesmo padrãozão. Mas isso não é um problema para o novo ROG Phone 3, da Asus......


Covid-19: UE autoriza a entrada de cidadãos de 15 países, mas não do Brasil
Viajantes dos EUA, Rússia e Índia também estão proibidos de entrar nos países do bloco...


Dataminers revelam vários detalhes sobre Call of Duty 2020
Com relação as tags de multiplayer, foram descobertos os mapas Moscow, Satelite e Tank; jogo deve ser intitulado Call of Duty: Black Ops Cold War... ...

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News