Rondônia, - 14:02

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Ciência
''Vamos nos salvar se tivermos confiança na ciência'', diz diretora da ABC
Em palestra virtual na Campus Party, Márcia Barbosa, diretora da Academia Brasileira de Ciência, ressaltou a importância do conhecimento científico para o avanço da sociedade
Publicado Sábado, 11 de Julho de 2020, às 16:16 | Fonte Galileu 0

 
 

Foto: Reprodução/ufrgs

Márcia Barbosa é uma das palestrantes da Campus Party. A pesquisadora falou sobre a importância da ciência e do diálogo entre pesquisadores e população


Com expectativa de 10 milhões de espectadores no mundo inteiro, a Campus Party Digital Edition, começou nesta quinta-feira (9). O tema deste ano é Reboot the World ("reinice o mundo", em português), e o evento acontece até o próximo dia 11 de julho em versão 100% digital e gratuita, com 150 palcos virtuais, mais de 3 mil palestrantes de 120 nacionalistas. Todas as atividades podem ser acompanhadas pelo YouTube e pelo site do evento.

No Brasil, a Campus Party 2020 acontece em três lugares: Brasília, Amazônia e Goiás. Os palcos são temáticos e divididos em: Work Life, que abrange assuntos de emprego e economia; Green Deal, que visa falar sobre energia limpa e meio ambiente; Living Better, que foca em saúde e ciência; e New Horizons, onde serão tratatos fatos sobre educação, cidades inteligentes e GovTech.

Nesta quinta, no palco Living Better, uma das palestras foi "A ciência vai nos salvar?", ministrada por Márcia Barbosa, diretora da Academia Brasileira de Ciências (ABC). A pesquisadora e professora do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul ressaltou a importância do conhecimento científico para os avanços da sociedade.

Segundo ela, hoje estamos passando pela falta de confiança no método científico, o que pode causar retrocessos políticos. "É preciso lembrar que as pesquisas científicas criaram mecanismos que melhoram o cotidiano da população, o próprio aumento da longevidade e as tecnologias usadas por nós são fruto disso", ressaltou Barbosa.

Para a cientista, essa descrença ocorre pela falta de diálogo entre pesquisadores e a população, o que faz com que as novas descobertas fiquem restritas a um pequeno grupo de pessoas. Por fim, respondendo à pergunta que intitulou a palestra, ela disse que nós (enquanto humanidade) só vamos nos salvar, tanto em relação à cura para doenças quanto a melhorias tecnológicas, se tivermos confiança no conhecimento científico e investirmos em educação. "A gente precisa das pessoas acreditando na ciência para que ela funcione", afirmou.

*Com supervisão de Luiza Monteiro

 







Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


O que o seu sabor favorito de sorvete diz sobre a sua personalidade?
A pesquisa foi realizada pela OnePoll, nos Estados Unidos ...


Flavonoides: O que são e para que servem
Estudos sugerem que eles agem como antioxidantes e podem ajudar a proteger contra doenças crônicas. ...


Crianças têm atraso na fala e maior dependência dos pais na pandemia
Há quatro meses em isolamento, famílias com crianças pequenas têm identificado mudanças no comportamento e no desenvolvimento infantil com a restrição de convívio social ...


Pesquisadores sugerem novo método para calcular idade dos cães baseado em análise genética
Já é bem sabido que o melhor amigo do homem envelhece de maneira diferente de nós......

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News