Rondônia, - 11:18

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Ciência
''Vamos nos salvar se tivermos confiança na ciência'', diz diretora da ABC
Em palestra virtual na Campus Party, Márcia Barbosa, diretora da Academia Brasileira de Ciência, ressaltou a importância do conhecimento científico para o avanço da sociedade
Publicado Sábado, 11 de Julho de 2020, às 16:16 | Fonte Galileu 0

 
 

Foto: Reprodução/ufrgs

Márcia Barbosa é uma das palestrantes da Campus Party. A pesquisadora falou sobre a importância da ciência e do diálogo entre pesquisadores e população


Com expectativa de 10 milhões de espectadores no mundo inteiro, a Campus Party Digital Edition, começou nesta quinta-feira (9). O tema deste ano é Reboot the World ("reinice o mundo", em português), e o evento acontece até o próximo dia 11 de julho em versão 100% digital e gratuita, com 150 palcos virtuais, mais de 3 mil palestrantes de 120 nacionalistas. Todas as atividades podem ser acompanhadas pelo YouTube e pelo site do evento.

No Brasil, a Campus Party 2020 acontece em três lugares: Brasília, Amazônia e Goiás. Os palcos são temáticos e divididos em: Work Life, que abrange assuntos de emprego e economia; Green Deal, que visa falar sobre energia limpa e meio ambiente; Living Better, que foca em saúde e ciência; e New Horizons, onde serão tratatos fatos sobre educação, cidades inteligentes e GovTech.

Nesta quinta, no palco Living Better, uma das palestras foi "A ciência vai nos salvar?", ministrada por Márcia Barbosa, diretora da Academia Brasileira de Ciências (ABC). A pesquisadora e professora do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul ressaltou a importância do conhecimento científico para os avanços da sociedade.

Segundo ela, hoje estamos passando pela falta de confiança no método científico, o que pode causar retrocessos políticos. "É preciso lembrar que as pesquisas científicas criaram mecanismos que melhoram o cotidiano da população, o próprio aumento da longevidade e as tecnologias usadas por nós são fruto disso", ressaltou Barbosa.

Para a cientista, essa descrença ocorre pela falta de diálogo entre pesquisadores e a população, o que faz com que as novas descobertas fiquem restritas a um pequeno grupo de pessoas. Por fim, respondendo à pergunta que intitulou a palestra, ela disse que nós (enquanto humanidade) só vamos nos salvar, tanto em relação à cura para doenças quanto a melhorias tecnológicas, se tivermos confiança no conhecimento científico e investirmos em educação. "A gente precisa das pessoas acreditando na ciência para que ela funcione", afirmou.

*Com supervisão de Luiza Monteiro

 







Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


Governo de Rondônia debate políticas públicas na área da Saúde em “Encontro Anual de Prefeitos e Secretários Municipais”
Como forma de encurtar distâncias e auxiliar os municípios, proporcionando mais eficiência no atendimento à população, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau)... ...


Zika pode lesar cérebros de 50 mil bebês até 2020
...


Governo sanciona projeto que libera inibidores de apetite
...


Anvisa proíbe venda de três emagrecedores fitoterápicos
...

 




 
Pub
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News